- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Torres Novas | Musíada leva compositores portugueses ao palco do Virgínia

O cineteatro Virgínia, em Torres Novas, recebe no sábado à noite a quinta edição da Musíada, projeto do Conservatório de Música do Choral Phydellius que dá a conhecer “um repertório erudito exclusivamente de autores lusitanos”.
“Interpretações solísticas e camerísticas diversas – cordas, sopros, canto, piano, percussão, coro vozes brancas e ensemble de câmara – revisitam obras de referência, vultos da composição musical lusa e valores emergentes, coexistindo as linguagens romântica, neoclássica e contemporânea, do século XIX ao século XXI”, descreve uma nota da Câmara de Torres Novas.
O espetáculo junta instrumentistas torrejanos e nacionais, voltando a contar com a presença de dois dos compositores que serão interpretados, Luís Cardoso e Nelson Jesus, “dois autores da nova geração com altas reputações no panorama da composição ibérico”.
Esta é uma produção do Conservatório de Música do Choral Phydellius, protagonizada por instrumentistas torrejanos e nacionais. Os compositores são Luís Cardoso e Nelson Jesus.
Fundado em 1957 e reconhecido como Instituição de Utilidade Pública desde 1989, o Choral Phydellius iniciou a sua atividade como coro misto. No campo do ensino da música, mantém em atividade, desde 1975, a sua Escola de Música, que é hoje denominada Conservatório de Música do Choral Phydellius, com autonomia pedagógica e que coloca desde há 20 anos Torres Novas na rede nacional de ensino artístico especializado.
Os bilhetes têm o custo de 5 euros e podem ser adquiridos na bilheteira local (segunda a sexta das 15h às 18h30), nos pontos de venda Fnac e Worten, ou em www.bol.pt

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome