Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Novembro 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Município prepara modelos de apoio à produção cultural

A vereadora Helena Pinto (BE) deixou uma proposta de apoio à produção artística e cultural local, denominado “Ciclone – ciclo novo em @rtes torrejanas”, na reunião camarária de 9 de março, terça-feira. O objetivo do conceito, que ficou para análise do executivo PS, é criar uma linha de apoio à produção cultural, ou seja, aos criadores, através da promoção de iniciativas culturais por todo o concelho.

- Publicidade -

Também o PS, adiantaria Elvira Sequeira (PS), tem em preparação uma proposta similar, que vai agora ser cruzada com a do BE.

“A situação dos artistas é uma situação dramática”, começou por afirmar Helena Pinto. A proposta contempla objetivos para a pandemia e o pós-pandemia, explicou, referindo que o modelo pode ser aproveitado para as Festas do Almonda, entre outros. Conforme salientou, pretende-se dar “resposta a este setor, também ele fundamental”.

- Publicidade -

Na resposta, o presidente Pedro Ferreira (PS) referiu que a proposta ia ser analisada. “Também nos preocupa”, salientou, lembrando que se adiantaram contratos em anos anteriores para poder ajudar.

No texto do Bloco de Esquerda, enviado às redações, são apresentadas as linhas gerais da proposta. “O conceito deste programa permitirá a inclusão dos mais diversos artistas e artes, distribuídos em micro-concerto e/ou apontamento cénico, por espaços da cidade e do concelho, incluindo museus e outros espaços de fruição. É promover a oportunidade de ver a Banda Passar, apoiando os artistas e promovendo a ligação à comunidade”, refere o documento.

“Além de músicos, atores, bailarinos, também técnicos, produtores e empresários do ramo áudio e visual são apoiados por esta iniciativa. Mas não só, dado que com a realização dos espetáculos, o sector da restauração, hotelaria e sector ligado ao turismo, sofrerá um aumento indireto na procura. Pequeno, é certo, mas com pequenos passos estaremos a avançar mais do que não fazendo nada”, continua.

Neste sentido, a proposta passa pela alocação de uma verba municipal à produção cultural, paga um “pagamento justo” aos artistas que aceitassem participar na iniciativa. A participação far-se-ia por candidatura, nomeadamente a criação artística, profissionais e amadores.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome