Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Movimento ‘Basta!’ ganha menção honrosa em Prémio Nacional do Ambiente

A Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente agraciou com uma Menção Honrosa o movimento ambientalista “BASTA!”, tendo Pedro Triguinho representado o grupo de cidadãos que exige o fim dos atentados ambientais na ribeira da Boa-Água, em Torres Novas. Além de Arlindo Marques, que recebeu o Prémio Nacional do Ambiente, também as autarquias de Mação, Vila Nova da Barquinha e Santarém receberam menções honrosas.

- Publicidade -

O ambientalista reagiu à Menção Honrosa que recebeu na quarta-feira no Prémio Nacional de Ambiente “Fernando Pereira” pelo trabalho desenvolvido com o Movimento “BASTA!”, tendo referido ter sido “surpreendido há uns dias atrás com um telefonema da CPADA – Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente, com a notícia de que iria ser agraciado com uma Menção Honrosa no Prémio Nacional de Ambiente.

Pedro Triguinho disse que o grupo de cidadãos “não anda nesta luta para ganhar prémios”, tendo, no entanto, feito notar que “sabe bem ver a (..) luta reconhecida e que estão atentos a ela em vários pontos do nosso país”.

- Publicidade -

Pedro Triguinho recebeu a Menção Honrosa pelo movimento BASTA!. Foto: DR

“Este prémio nunca poderia ser só meu, portanto partilho-o com a Maria Jeromito e Luís Santos, meus companheiros que fundaram comigo o “BASTA!”, com todas as pessoas que nos ajudaram, com todas as pessoas que estiveram ao nosso lado na Manifestação de 16/09/2016, com todas as pessoas que subscreveram a nossa petição e às que a assinaram, e especialmente com quem verdadeiramente mais sofre com os crimes ambientais da Ribeira da Boa Água, a população do Carreiro da Areia e do Nicho de Riachos”, escreveu na sua página do facebook.

“Como todos sabem, os crimes ambientais na Ribeira da Boa Água continuam, se pensam que desistiremos estão muito enganados, apesar dos processos em tribunal que uma empresa nos está a colocar, iremos até ao fim, doa a quem doer…”, conclui.

O grupo de cidadãos do BASTA! exige o fim dos atentados ambientais na ribeira da Boa-Água, em Torres Novas. Foto: mediotejo.net

A 28° edição do Prémio Nacional de Ambiente “Fernando Pereira entregou na sessão, decorreu na quarta-feira em Lisboa, o Prémio Nacional do Ambiente ao ativista Arlindo Marques, natural de Ortiga, Mação, pelo seu papel enquanto “guardião do Tejo” na denúncia de abusos ambientais cometidos pela indústria no rio Tejo.

Prémio carreira – Pedro Castro Henriques; Prémio Nacional de Ambiente – Arlindo Consolado Marques.

Menções Honrosas: Pedro Triguinho (BASTA!), Câmara Municipal de Mafra, CM Lousada, CM Vila Franca de Xira, CM Barquinha, CM Mação, CM Santarém, Defesa Nacional, Exército, Marinha, Força Aérea e Drade-Scout-Centre (Escuteiros).

Apresentando como objetivos gerais a defesa do ambiente, nas suas múltiplas vertentes, em particular através do fenómeno do associativismo, a Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente foi criada em 1991, na sequência do 1º Encontro Nacional das Associações de Defesa do Ambiente (Viseu, 1989), e é a maior organização ambientalista do nosso País, integrando 110 Associações de Defesa do Ambiente e Organizações Não Governamentais de Ambiente.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome