PUB

Torres Novas | Mais de 300 clássicos estacionados na cidade torrejana (c/vídeo)

Mais de 300 clássicos de todo o país, alguns com perto de um século, percorrem as ruas de Torres Novas até domingo, dia 29 de abril. Para além da exposição no Almonda Parque, há uma Super Especial a partir das 18h00 deste sábado, dia 28, e um concurso de elegância no domingo, a partir das 11h00 na rua do Nogueiral, com desfile de encerramento às 18h00 no centro histórico.

PUB

Na sua terceira edição, o Torres Rodas – Exposição e Feira de Automobilia de Torres Novas parece já ter criado adeptos, com algumas dezenas de curiosos a aguardar com expetativa a abertura do certame na sexta-feira, 27 de abril, com a exposição de clássicos no Almonda Parque. Para o presidente da Câmara, Pedro Ferreira, o evento é um “sucesso” desde a primeira edição.

“Vai continuar a ser, é uma referência. Torres Novas está muito bem localizado, o que ajuda a trazer muita gente a este evento”, constatou. “Desde o mais pequenino ao mais velhinho, todos adoram este tipo de iniciativas”, afirmou.

PUB

Um Ford de 1930 é uma das raridades presentes Foto: mediotejo.net

O Torres Rodas é uma iniciativa da Câmara Municipal, em parceria com o grupo “Trancobicoses”, uma estrutura informal de amigos que está em vias de se constituir como associação. Segundo o porta-voz, Paulo Sá, a colaboração com o município nasceu logo na primeira edição, há três anos, com a proposta para fazer uma exposição de carros antigos. “O desafio na altura era reunirmos meia dúzia de carros, trouxemos 120”, recordou ao mediotejo.net.

Este ano o Torres Rodas recebe mais de 300 veículos clássicos, de mais de 150 colecionadores, contando a exposição no Almonda Parque e a competição no sábado. Os veículos chegaram de todo o país. “Isto é um núcleo pequeno, acabamos por nos conhecer todos, frequentamos as mesmas Feiras”, constatou Paulo Sá, razão pela qual é relativamente fácil juntar tão grande número de raridades.

O carro mais antigo presente na exposição é um Chevrolet de 1928. Há ainda um Ford Modelo A de 1930 e um Mercedes 180. Outro veículo de interesse é um táxi Mercedes-Benz de 1957, em muito boas condições. O Almonda Parque tem ainda exposto um Carocha de 1952, segundo Paulo Sá um dos primeiro exemplares do modelo. No geral, boa parte dos carros correspondem às décadas de 20, 40 e 50, havendo também modelos mais recentes.

Há uma grande variedade de carros antigos, inclusive da polícia Foto: mediotejo.net

Gostar de clássicos é um gosto muito particular, explicou o porta-voz, semelhante à paixão pelo futebol. “Se olharmos para a parte financeira, é um bom investimento porque os carros têm tendência a valorizar”, apontou. “Regra geral, qualquer clássico tem tendência a valorizar. Há cada vez mais apaixonados, são muitas gerações, o que dispara os valores”, explicou.

A formar-se como associação, o “Trancobicoses” contará logo de imediato com 40 sócios.

O Torres Rodas encerra este domingo após o desfile, a partir das 18h00, no centro histórico.

PUB
PUB
Cláudia Gameiro
Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).