Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Investimento no Almonda Parque ultrapassa um milhão de euros

Na reunião ordinária privada de câmara, realizada no passado dia 27, em Torres Novas, foi aprovado por maioria o projeto de execução do Parque Almonda/Ponte da Bácora, com um voto contra do BE e uma abstenção do PSD. Nessa mesma reunião foi aprovado por unanimidade o projeto de execução do Parque Almonda/Moinho dos Duques.

- Publicidade -

O Almonda Parque integra uma candidatura ao FEDER/Programa Operacional Regional do Centro, que prevê um investimento elegível de 1.217.716,90 euros e solicita um financiamento de 85%, ou seja, 1.035.059,37 euros.

O Almonda Parque está localizado no centro da cidade de Torres Novas, entre o rio Almonda, o edifício do parque de estacionamento que confina com a Rua do Nogueiral e a Rotunda Heróis de Diu, atualmente terreno plano e sem qualquer tipo de utilização.

- Publicidade -

Segundo comunicado da Câmara, “a intervenção delineada prevê que este local venha a desempenhar o papel de um pequeno parque urbano, espaço de lazer, recreio e de usufruto do rio Almonda, perfeitamente integrado na malha da cidade”.

Para isso, foi estabelecido um percurso principal paralelo ao rio atravessado perpendicularmente por outros que se relacionam com o edifício de estacionamento existente, criando ritmos, perspetivas, sistemas de vistas e novas vivências que permitam o uso agradável deste novo jardim.

Serão criadas duas áreas de estadia em deck de madeira, parcialmente sobre a margem do rio, funcionando como plataformas panorâmicas sobre o espelho de água, uma outra em betão num patamar mais elevado no moinho dos Duques, bem como a introdução de pesqueiros ao longo da margem para a prática de pesca desportiva.

Com este projeto, a zona ribeirinha será dotada de um novo arranjo paisagístico, promovendo a utilização do rio Almonda como espaço de lazer, a ocupar e fruir pela população torrejana. O espaço deverá articular-se com o parque de estacionamento, Terminal Rodoviário e Nova Central do Caldeirão, assumindo-se como um ponto de receção pedonal e ciclável ao mesmo tempo um nó de distribuição em modos de mobilidade suave para outros pontos da cidade.

Também fazendo parte desta intervenção, o projeto para o Moinho dos Duques envolve uma área de cerca de 408m2 e as construções em ruínas, designadas por Moinho dos Duques, a reabilitar para manter a memória dos moinhos e dos lagares que existiram ao longo do rio.

Diz a Câmara que “esta obra visa, entre outros objetivos, fortalecer a ligação do parque à rua Alexandre Herculano tendo o rio como pano lateral e contribuir para a valorização do Almonda Parque pela sua continuidade, através da correta articulação entre os espaços alvo de reabilitação e as restantes intervenções previstas para esta parcela da cidade, nomeadamente a ligação à central do caldeirão e rua do caldeirão”.

A intervenção contempla três núcleos e permitirá devolver à cidade e aos munícipes o edifício do lagar e reavivar a memória e a ligação ao rio, história e tradições.

O projeto da Ponte da Bácora irá permitir a construção de uma nova ponte para a substituição da ponte pedonal existente entre o futuro Almonda Parque e o Largo da Bácora, garantindo assim a ligação pedonal do parque com o centro histórico da cidade. A ponte terá um tabuleiro de desenho que fará lembrar um barco e que garantirá uma largura mínima de 2,40m, com pavimento em réguas de madeira.

Relativamente ao mobiliário urbano, serão também instalados bancos no tabuleiro da ponte, para que assim as pessoas possam usufruir e contemplar a natureza e o espaço envolvente. A obra prevê também, entre outros aspetos, o reforço da iluminação pública.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome