Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

Torres Novas homenageou figuras populares do concelho

- Publicidade -

1985
Executivo municipal de 1985, quando Torres Novas passou a cidade

Entre empreendedores, artistas, atletas e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), o executivo de Torres Novas elegeu, por voto secreto dos vereadores, um conjunto de 17 personalidades e instituições para atribuir medalhas de mérito municipal. A este grupo juntou-se o executivo torrejano de 1985, ano em que Torres Novas passou de vila a cidade. Os galardões foram entregues no domingo, 13 de dezembro, numa cerimónia onde não faltou a emoção e a memória de obra feita.A cerimónia foi mais uma das iniciativas que pretendeu marcar os 30 anos da passagem de Torres Novas a cidade. Por tal, as primeiras medalhas comemorativas foram atribuídas ao conjunto de vereadores que compunha o elenco camarário no ano de 1985, quando se deu a mudança. O ex-presidente, Casimiro Gomes Pereira, sublinhou na ocasião a importância desta passagem para o crescimento de Torres Novas.

- Publicidade -

As restantes medalhas de mérito municipal foram distribuídas por categorias e englobaram quase todo o concelho e as figuras populares que mais marcaram as últimas três décadas do município. Nas medalhas de «Benemerência» foram distinguidos o Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Purificação de Assentiz, a Fundação Maria Isabel e Renato Gameiro, o Centro de Assistência Paroquial do Pedrógão, o Centro Social de Santa Eufêmia de Chancelaria, e o Centro Social e Paroquial de Santo António de Riachos.

Os responsáveis das duas últimas IPSS sublinharam a obra construída, nomeadamente a dos edifícios onde funcionam as valências de apoio social (sobretudo para idosos), sem nunca pedirem dinheiro à autarquia. Da IPSS de Chancelaria, Henrique Reis anunciou que dentro de dois anos a instituição terá concluído as novas instalações: “Fizemos o edifício sem o apoio de ninguém”, frisou.

IMG_20151213_170325
João “Espanhol” recordou a atividade musical do conjunto Níger

Na área de «Economia» foram homenageadas as empresas João Farinha Cordeiro (motorizadas), Manuel Vieira&Companhia (Irmão) Sucessores Lda (álcool etílico), Fótipa (óptica), Frusel (frutos secos) e a Agro-Graça (produtos agrícolas). Já no «Desporto» distinguiram João António Ribeiro (massagista do Clube Desportivo de Torres Novas), João Rafael Rodrigues (atleta de alta competição em pesca desportiva para pessoas com deficiência) e Paulo Ricardo Antunes (campeão nacional de triatlo na sua faixa etária em 2014).

Pe leve
“Pé Leve”, figura do associativismo de Riachos

Mas os discursos mais emocionados partiram das homenagens às figuras da Cultura, sobretudo de João José Lopes (João Espanhol), que depois dos agradecimentos se afirmou comunista e começou a cantar a música do “Avante”, terminando com um Viva a Torres Novas. Na mesma categoria receberam medalhas o Clube de Campismo Torrejano, a artista Saraswati Griffith e Manuel Carvalho Simões (Pé Leve), conhecido dinamizador do associativismo de Riachos.

Uma “manifestação de agradecimento de toda a população de Torres Novas”, concluiu o presidente da Câmara, Pedro Ferreira, após o qual fez uma breve resumo de toda a história do concelho.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here