Torres Novas | Homenagem a José Torres nos 50 anos do estádio municipal

Torres Novas prestou homenagem a José Torres nos 50 anos do estádio municipal. Foto: CMTN

Tiveram hoje lugar em Torres Novas as comemorações do 50º aniversário do Estádio Municipal Dr. António Alves Vieira e a inauguração do Campo de Jogos José Torres, que dispõe de um relvado piso sintético. O programa teve início precisamente com a inauguração do campo e atribuição do nome de José Torres, antigo jogador de futebol nascido em Torres Novas a 8 de setembro de 1938.

PUB

Após o descerramento da placa inaugural, o presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, Pedro Ferreira, fez questão de destacar todos aqueles que contribuíram para a construção do estádio mas também para que Torres Novas seja uma referência a nível de infraestruturas desportivas que potenciam bons resultados a atletas das mais diversas modalidades. A cerimónia contou com a presença de dois dos filhos do «Bom Gigante», que agradeceram a homenagem feita ao seu pai.

Posteriormente teve lugar, no Convento do Carmo, a inauguração da exposição «Estádio Municipal de Torres Novas – 50 anos (1969 -2019)», tendo-se seguindo uma conversa com o desenhador do estádio, o arquiteto Jorge Branco Ló. Esta sessão contou com a presença de muitos ex-jogadores e dirigentes associativos ligados ao Clube Desportivo de Torres Novas, bem como de familiares de Fernando Cunha e de António Alves Vieira.

PUB

À tarde realizou-se a cerimónia evocativa dos 50 anos do Estádio Municipal seguida de um jogo entre os veteranos do Clube Desportivo de Torres Novas (CDTN) e os veteranos do Clube Atlético Riachense (CAR). Francisco Torres, filho de José Torres, deu o pontapé de saída.

Torres Novas prestou homenagem a José Torres nos 50 anos do estádio municipal. Foto: DR

José Torres faleceu 3 de setembro de 2010, vítima de doença prolongada, a cinco dias de completar 72 anos. O Bom Gigante sofria de Alzheimer há vários anos e estava internado no Hospital dos Lusíadas, em Lisboa.

PUB

José Augusto da Costa Séneca Torres nasceu a 8 de setembro de 1938 em Torres Novas, tendo-se iniciado no futebol no clube da terra. Com o seu 1 metro e 91, Torres foi um dos avançados mais marcantes na história do futebol português.

Com 20 anos, chega ao Benfica para concorrer com outro histórico do futebol português, José Águas, mas na terceira época no clube já era líder dos goleadores do campeonato com 26 tentos. Formou um ataque demolidor, ao lado de Eusébio, numa equipa onde também brilhavam Coluna, Simões ou José Augusto.
Em 1971, transferiu-se para o Vit. Setúbal e quatro anos depois rumou ao Estoril Praia, onde ficou até 1980 tendo mesmo somado o cargo de treinador ao de jogador. Pôs um ponto final na carreira aos 42 anos com um currículo notável: 217 golos em 384 jogos.

Com treinador esteve ainda no Estrela da Amadora, Varzim e Boavista antes de se dedicar à sua maior paixão além do futebol: a columbofilia.

Ao serviço da Seleção Nacional, Torres fez 14 golos em 34 jogos. Estreou-se a 23 de janeiro de 63. Esteve no apuramento e na 1ª fase final de um Mundial, disputada por Portugal, Inglaterra’1966, tendo alinhado nos seis jogos da fase final.

Fotos: CM Torres Novas

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here