Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia apresenta ‘O Dragão entre o Céu e a Terra’

Este sábado, dia 8 de maio, às 18:00, o Grupo de Teatro Juvenil do Virgínia apresenta a peça O Dragão entre o Céu e a Terra. O espetáculo, com duração de 60 minutos, destina-se a maiores de 12 anos.

- Publicidade -

Os bilhetes custam 7,5€ , sendo aplicáveis descontos, e podem ser adquiridos na bilheteira local (segunda a sexta das 15h às 18h30), nos pontos aderentes Fnac e Worten ou online em www.bol.pt.

De acordo com a sinopse do espetáculo: «É uma comissão parlamentar. Será uma visita às dinâmicas parlamentares numa ampliação das diferentes formas de comunicar do universo político quase sempre mergulhado em palavras soltas, perdas de memória e mentiras. As estratégias de manipulação da opinião pública e os jogos estratégicos de benefício pessoal ficarão a nu, numa proposta que se quer interventiva no mote da reflexão. Numa linguagem artística irreverente apresentamos uma caricatura da realidade atual, pouco romanceada, inspirada numa infeliz verdade com que aprendemos a viver. O Dragão entre o Céu e a Terra é um texto original, escrito para integrar o projeto PANOS, da autoria do ator, encenador, realizador e dramaturgo Gonçalo Waddington.»

- Publicidade -

A encenação está a cargo de Eduardo Dias, que é natural de Avanca, Aveiro. Formou -se e iniciou o seu percurso teatral com Victor Valente em 1999 na Companhia do Jogo a par de uma Licenciatura em Psicologia onde aprofundou os estudos em Arte-Terapia. Colaborou como ator e encenador em diversas estruturas. Atualmente dá formação em Teatro, trabalha como ator e dirige projetos de caráter comunitário a par de um Mestrado em Estudos de Teatro na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

A criação coletiva tem interpretação de Catarina Ferreira, Constança da Silva, David Henriques, Inês Vieira, Íris Correia, Joana Duro, Margarida Inácio, Matilde de Oliveira, Miguel Nunes, Nicole Cordeiro, Pedro Escarameia, Radija Schwingel, Sara Manso, Sérgio Rodrigues, Soraia Alves.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome