- Publicidade -

Torres Novas | Grupo da Meia Via vai cantar as Janeiras a Marcelo Rebelo de Sousa

O grupo “Cantares Vozes da Meia Via” vai cantar as Janeiras ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no próximo Dia de Reis. Segundo Fátima Rosa, presidente da Direção, a notícia da atuação no Museu dos Coches, em Lisboa, deixou “toda a gente eufórica” e o momento será marcado pela “boa disposição” que motiva o lema “fazer sorrir cantando e sorrindo”.

- Publicidade -

A mensagem de voz da Presidência da República no telemóvel apanhou Fátima Rosa de surpresa. A presidente da Direção do grupo “Cantares Vozes da Meia Via” tinha enviado uma candidatura no dia 2 de abril para irem cantar as Janeiras ao Presidente da República sem grande esperança de que a mesma fosse selecionada. Mesmo assim tentou porque acredita que “quem não pede, não ouve Deus” e nove meses depois os 28 elementos femininos preparam-se para a viagem até Lisboa.

O grupo “Cantares Vozes da Meia Via” é o segundo a atuar para Marcelo Rebelo de Sousa no Picadeiro Real do Museu dos Coches na próxima sexta-feira e Fátima Rosa, igualmente responsável pela direção do coro, partilhou com o mediotejo.net que o momento ficará marcado pela mesma “boa disposição” com que cantam as Janeiras pelas ruas da freguesia. A associação tem como lema “fazer sorrir cantando e sorrindo” e esse parece sobrepor-se à “tensão” típica “do próprio dia”.

- Publicidade -

A criação do grupo de cantares em novembro de 2009, diz, começou “mais por entretenimento”, e com o objetivo de dar resposta à vontade das habitantes com mais idade da Meia Via em “sair de casa”. O objetivo foi cumprido e o que era um hobbie passou a “algo mais sério”. Não apenas para aquela faixa etária, mas para as quase três dezenas de mulheres “entre os 27 e os 87 anos” que ensaiam todas as quartas-feiras.

A recriação do Cantar das Janeiras pelas ruas da Meia Via foi um dos primeiros passos, tendo o repertório passado a integrar outros estilos musicais. Seguiram-se outras ruas do concelho de Torres Novas e de outros concelhos da região e, na última quadra natalícia, tiveram de recusar concertos por não sobrar espaço na agenda para os muitos pedidos.

Em dezembro passado, o grupo atuou pela sétima vez seguida na Festa de Natal da Pessoa Sem-Abrigo, organizada pela Comunidade Vida e Paz e no próximo Dia de Reis estão de regresso à capital para se juntar aos 10 grupos selecionados, a partir das 15h00.

A dirigente destaca que vão “levar as Boas Festas ao nosso Presidente, que é muito querido” num concerto em que, mais do que nervosas, “as pessoas vão sentir-se felizes”.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -