Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas: Dois abaixo-assinados, Mercado encerra mesmo dia 1

Na reunião camarária de Torres Novas na terça-feira, dia 25 de outubro, a abertura do Mercado Municipal no feriado de 1 de novembro, agora recolocado, foi alvo de uma discussão inesperada. Um grupo de feirantes havia deixado um abaixo-assinado com cerca de 30 assinaturas a pedir a abertura no feriado, apesar do regulamento estipular o encerramento aos domingos e feriados. Durante a reunião, surgiu outra abaixo-assinado, realizado naquela mesma manhã, a pedir o contrário.

O vice-presidente, Luís Silva, explicou que os feirantes que haviam entregue o primeiro abaixo-assinado haviam alegado que o movimento de clientes estava a cair e os feriados possibilitam dias de negócio mais preenchidos. Tendo este sido entregue com antecedência e com cerca de 30 assinaturas, entendeu-se que haveria unanimidade na opinião e estava previsto votar a abertura do Mercado no feriado de dia 1 de novembro.

O regulamento do Mercado estipula que este encerra a domingos e feriados, foi explicado na ocasião. Recorde-se que o feriado de Todos os Santos, a 1 de novembro, é este ano reposto, ocorrendo a data a uma terça-feira.

No entanto não havia unanimidade. Durante o período de intervenção do público, outro feirante veio questionar sobre a veracidade da existência desse abaixo-assinado, salientando que a opinião de abertura estava longe de ser unânime. Entregou assim novo abaixo-assinado, realizado à pressa antes da ida para reunião, como o próprio admitiu, com algumas dezenas de assinaturas. Entendia-se que o regulamento deveria ser cumprido, respeitando-se a folga a domingos e feriados.

A situação gerou alguma perplexidade, com executivo e vereadores da oposição sem saberem bem o que deveriam votar, uma vez que os dois abaixo-assinados eram equivalentes em número de assinaturas. A vereadora Helena Pinto (BE) foi a primeira a manifestar uma opinião decisiva, argumentando que no ano em que os feriados eram repostos e face à ausência de unanimidade na questão, iria votar pela manutenção do encerramento. A opinião acabaria por ser partilhada pelos restantes membros, destacando-se sobretudo a falta de concordância geral dos feirantes sobre o tema.

Durante a tarde de terça-feira, a Câmara de Torres Novas emitiu o seguinte aviso: “Informam-se todos os interessados que, em virtude do feriado de Todos os Santos (1 de novembro) ocorrer a uma terça-feira, o mercado retalhista semanal realizar-se-á na véspera, segunda-feira, dia 31 de outubro. O mercado grossista de hortofrutícolas realiza-se no domingo, 30 de outubro, à noite e o grossista de têxtil/vestuário terá lugar na segunda-feira de manhã”.

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome