Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Comemorações do Dia Mundial do Animal dias 4 e 5 de outubro

Para assinalar o Dia Mundial do Animal, o Canil e Gatil Intermunicipal de Torres Novas vai dinamizar um conjunto de atividades esta sexta-feira e sábado, dias 4 e 5 de outubro, com o objetivo de promover a adoção de animais e sensibilizar a comunidade para o bem-estar animal.

- Publicidade -

Do programa fazem parte, esta sexta-feira, dia 4, das 15:00 às 20:00, a campanha de adoção de animais, junto ao Castelo – estátua de D. Sancho I, atividades caninas ao longo da tarde, e uma cãominhada cultural noturna pelo centro histórico, com início às 20:30.

No sábado, dia 5, a campanha de adoção de animais é das 11:00 às 17:00 e está prevista uma cãominhada a Fátima, às 8:00, com bênção dos cães e caminhantes.

- Publicidade -

O canil e gatil intermunicipal organiza com frequência campanhas de adoção responsável de cães e gatos, de forma a reintegrar na sociedade os animais recolhidos, seguindo, desde o início da sua atividade, uma política de não abate.

Os animais adotados têm um acompanhamento de forma a que se verifique que as regras previstas na Declaração dos Direitos do Animal da UNESCO são respeitadas.

O Dia Mundial do Animal celebra-se anualmente a 4 de outubro e foi implementado em 1931, tendo sido escolhida esta data por ser o dia de S. Francisco de Assis, santo padroeiro dos animais.

A efeméride é celebrada em vários países através de iniciativas que têm o objetivo de sensibilizar a população para a necessidade de proteger os animais e de preservar as espécies.

Programa de sexta-feira, dia 4:

CAMPANHA DE ADOÇÃO | Todos diferentes todos iguais | Das 15:00 às 20:00

TARDE DE ATIVIDADES CANINAS

CÃOMINHADA CULTURAL NOTURNA no centro histórico às 20:30

Programa de sábado, dia 5:

CAMPANHA DE ADOÇÃO | Das 11:00 às 17:00

CÃOMINHADA A FÁTIMA com bênção dos cães e caminhantes às 8:00

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome