Torres Novas | CHMT assinala 20.º aniversário do Hospital Rainha Santa Isabel

Hospital de Torres Novas. Foto: DR

O Hospital Rainha Santa Isabel, mais conhecido por Hospital de Torres Novas e que está ligado em rede através do Centro Hospitalar do Médio Tejo, assinala esta quinta-feira, 1 de outubro, 20 anos de existência nas suas atuais instalações. Para o efeito, o Conselho de Administração do CHMT vai celebrar a data com um programa dirigido aos profissionais que trabalham nesta unidade hospitalar.

PUB

O dia começa com a inauguração da exposição de fotografias alusivas aos 20 anos das instalações do Hospital de Torres Novas, pelas 11h00, momento ao qual se segue um “café de aniversário” oferecido aos colaboradores desta unidade hospitalar (momento que se repete às 16h00).

Num aniversário marcado pelas restrições que a pandemia de Covid-19 colocam, o programa de atividades é dirigido exclusivamente para os profissionais deste hospital.

PUB

Pelas 17h30 tem lugar no Auditório do hospital a sessão comemorativa, sendo a participação dos funcionários limitada pelas restrições de lotação impostas pela pandemia.

A sessão vai contar com um momento musical a cargo do “Quarteto de Flautas Transversais”, um grupo constituído pela professora e alunos Sara Mendes, Cíndia Ferreira, Patrícia Oliveira e Simão Quinta do Conservatório de Música do Choral Phydellius, sediado na cidade de Torres Novas.

PUB
DR

Em nota de imprensa, o Centro Hospitalar do Médio Tejo recorda a história da Unidade hospitalar de Torres Novas, que remonta aos finais do século XVI (1580) com a instalação do Real Hospital nos terrenos da Ermida dos Fiéis de Deus.

“O hospital sofreu muitos danos com as invasões francesas pelo que em 27 de dezembro de 1834 a Santa Casa da Misericórdia pede à Rainha o edifício do extinto Convento do Carmo. No reinado de D. Luís o Hospital muda de instalações para o Convento do Carmo, sendo já administrado pela Santa Casa da Misericórdia. A inauguração no antigo Convento do Carmo verifica-se em 27 de dezembro de 1882”, diz a nota.

“O Hospital ficou na dependência e administração da Santa Casa da Misericórdia até 6 de março de 1975, passando, por força do Decreto-Lei n.º 704/74, de 7 de dezembro para a dependência do Estado. Em Outubro de 2000 é inaugurado o novo edifício do hospital”, conclui.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here