Torres Novas | “Ceifarolando”, o documentário que Liteiros sonhou e votou

Município de Torres Novas, Rancho "Os Ceifeiros" e o cineasta Flávio Ferreira (esq.) criaram "Ceifarolando", uma recriação da vida de Liteiros em 1900. FOTO: mediotejo.net

Um DVD que fizesse o retrato das tradições e as práticas agrícolas, a etnografia, de Liteiros foi a proposta de Isa Daniela Marques Mira, um dos elementos do Rancho Folclórico “Os Ceifeiros” de Liteiros, para o Orçamento Participativo de 2015/2016. A aldeia votou em peso a ideia, tornando-se esta a proposta vencedora para a União de Freguesias de Santa Maria, Salvador e Santiago. O filme de 49 minutos foi apresentado na quinta-feira, 8 de dezembro, para uma sala cheia na Biblioteca Municipal. O município de Torres Novas vai agora tentar divulgar a nível nacional este trabalho.

PUB

A indumentária da época, como eram os namoros, a vida social, o trabalho no campo e as práticas agrícolas ao longo das estações nos finais do século XIX na aldeia de Liteiros, foram imortalizados na produção “Ceifarolando”, neologismo que nasceu do cruzamento das atividades típicas desse tempo: ceifando, cantarolando, trabalhando, bailando. A proposta foi de um elemento do Rancho “Os Ceifeiros”, grupo que desde 2012 já procurava filmar recriações da vida coletiva dos finais da monarquia. A proposta da criação do DVD venceu o Orçamento Participativo na sua freguesia, com grande participação da aldeia, arrecadando cerca de um centena de votos.

O investimento situou-se nos 4 mil euros, adiantou ao mediotejo.net a vereadora Elvira Sequeira, e foi protagonizada pelo Rancho. Para as filmagens, com um nível profissional, o município contou com a ajuda de um elemento que fazia o seu estágio na autarquia, formado em cinema. Flávio Ferreira já tem no seu currículo a bolsa EDP Manoel de Oliveira, que venceu com o trabalho “Pele de Cordeiro”.

PUB
As vestes, as tradições e a vida coletiva estão retratadas neste pequeno documentário histórico. FOTO: mediotejo.net
As vestes, as tradições e a vida coletiva estão retratadas neste pequeno documentário histórico. FOTO: mediotejo.net

“Se o entregássemos fora nunca conseguiríamos fazer tão depressa”, constatou Elvira Sequeira, elogiando o resultado do investimento, “o Flávio foi uma mais valia para nós”. Agora o município irá procurar divulgar este trabalho, não colocando de parte tentar transmiti-lo nos meios nacionais.

“Não conhecia ninguém de Liteiros e foi notável a dedicação e a união que esta população tem”, comentou Flávio Ferreira após o visionamento do filme. Salientava assim a grande capacidade de “sacrifício” de todos os que participaram na película, que aguentaram largas horas de filmagens.

PUB

“A Isa sabia que o grupo fazia filmagens desde 2012 e fez a proposta”, explicou o responsável do Rancho, Luís Filipe Santos ao mediotejo.net. “Foi um trabalho de equipa”, constatou, salientando que são estas iniciativas que acabam por fomentar o espírito do coletivo e a importância do Rancho para a conservação da memórias das tradições.  “No meio disto tudo também nos divertimos. Há sempre peripécias, situações que não são esperadas, que fortificam o espírito de grupo”, frisou. “Os Ceifeiros” contam atualmente com 40 elementos adultos e uma escola com 22 alunos mais jovens.

No final do visionamento, uma salva de palmas lembrou o colega do Rancho, Carlos Neto, que se encontra em debilitado estado de saúde.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here