Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | CDU perde força política e manifesta preocupação com futuro do concelho

Em nota de imprensa enviada às redações, a CDU – Coligação Democrática Unitária (PCP-PEV) reconhece que os resultados eleitorais em Torres Novas ficaram abaixo das expectativas, com o grupo a perder força política. Manifesta assim a sua preocupação com o futuro do concelho. A CDU elegeu apenas um elemento para a Assembleia Municipal, obtendo 7

- Publicidade -

“Da análise dos resultados eleitorais a CDU constata que os seus principais objetivos ficaram por atingir, verificando-se uma real diminuição da influência da CDU”, começa por referir a nota de imprensa.

Considerando que não há resultados justos ou injustos, mas a livre expressão democrática das populações, “a CDU não deixa, no entanto, de manifestar a sua preocupação com as consequências para o desenvolvimento do Município e da vida dos torrejanos resultantes do quadro político saído das eleições nos diversos órgãos autárquicos”.

- Publicidade -

A CDU afirma que vai continuar a trabalhar, não se limitando a sua participação aos órgãos onde conta com eleitos. “A CDU manifesta que de forma responsável, decidida e firme continuará a manter vivo o seu projeto de Trabalho, Honestidade e Competência, disponibilizando-se, como sempre, ao diálogo e convergência com todos os torrejanos dispostos a lutar por Um Futuro de Confiança para Torres Novas”, conclui.

Um dos objetivos do grupo político era voltar a eleger um vereador para o executivo municipal, lugar ocupado durante muitos anos pela CDU e que foi perdido em 2017. Para a Câmara Municipal, porém, a coligação PCP-PEV conseguiu obter apenas

Neste concelho, o PS ganhou com maioria absoluta, elegendo cinco vereadores para o executivo. Os restante dois lugares ficam divididos pelo PSD-CDS e pelo movimento independente P’la Nossa Terra.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome