- Publicidade -

Torres Novas | CDU alerta para falta de médicos de família no concelho

O deputado da CDU, Nuno Guedelha, alertou em Assembleia Municipal para a crescente falta de médicos de família nas extensões de saúde do concelho de Torres Novas. O presidente Pedro Ferreira (PS) garantiu que o assunto está a ser discutido com as autoridades de saúde.

As localidades de Meia Via, Pedrógão, Ribeira Ruiva e Paço, enumerou Nuno Guedelha, estão há muito sem médico de família nas extensões de saúde locais. Acresce agora, “temporariamente”, as localidades de Alcorochel, Casais de Igreja e Fungalvaz. Na sessão de 8 de fevereiro, o deputado constatou que as populações estão confinadas, há cada vez menos transportes públicos e “não podem ser deixadas entregues a si próprias”, apelando a uma intervenção do município.

Em resposta, Pedro Ferreira admitiu que tem “acompanhado com alguma tristeza a dificuldade, até nos concursos públicos, para especialistas médicos e não só”. Para além das dificuldades trazidas pela pandemia às unidades de saúde familiares, na União de Freguesias de Brogueira, Parceiros de Igreja e Alcorochel reformaram-se recentemente dois médicos.

O presidente garantiu que tem mantido um diálogo “permanente” com a diretora do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo e que há a expectativa de, “durante o mês de fevereiro”, se poder atenuar a carência de médicos na união de Brogueira, Parceiros de Igreja e Alcorochel. Quer-se ainda apostar, a nível dos transportes, no projeto do Transporte a Pedido, por forma a torná-lo “mais eficaz”, assegurando assim as deslocações dos mais idosos.

Nuno Guedelha interveio por videoconferência na sessão de assembleia municipal de 8 de fevereiro de 2021 Foto: mediotejo.net

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).