Torres Novas | Câmara vai investir um milhão e concluir Pavilhão Desportivo de Riachos

Projeto do novo Pavilhão de Riachos. Foto: CM Torres Novas

O executivo municipal de Torres Novas aprovou a abertura de concurso público para a “Empreitada 06/2020 (TN+) Construção e Requalificação do Pavilhão Desportivo de Riachos (2.ª Fase)”. O orçamento para esta intervenção é de 926.027,09 euros (acrescido de IVA à taxa legal em vigor) e o prazo de execução proposto é de 12 meses. Na mesma reunião aprovou-se a aquisição do Mercado de Riachos, por 65 mil euros, para finalidade ainda a discutir.

PUB

No decorrer dos trabalhos, o vice-presidente, Luís Silva (PS), comentou que a obra no Pavilhão Desportivo de Riachos vai transformá-lo num novo Palácio dos Desportos. Todos os vereadores se manifestaram satisfeitos com o lançamento do concurso público, cuja obra final deverá responder sobretudo à comunidade escolar da freguesia de Riachos.

A vereadora Helena Pinto (BE) lembrou porém que o povo de Riachos espera há 15 anos pela conclusão deste pavilhão, que só foi terminado em parte. António Nobre (PSD) frisou a necessidade de acompanhar o desenvolvimentos dos trabalhos, dado o montante envolvido, que se aproxima de um 1 milhão de euros.

PUB

Segundo explicou o presidente Pedro Ferreira (PS) ao mediotejo.net, o Pavilhão de Riachos era uma obra inacabada quando em 1993 o então novo executivo socialista, liderado por António Rodrigues e tendo Pedro Ferreira como vice, pegou na estrutura e concluiu o que se encontra feito até ao momento. Esta primeira fase da obra precisa entretanto de ser requalificada, adiantou.

O concurso público aprovado na terça-feira tem um orçamento de 926 mil euros e prevê reabilitar o edificado existente e concluir o restante. “Tenho esperança que a obra possa avançar ainda este ano”, afirmou o autarca, adiantando que há ainda a expectativa de conseguir algum financiamento por apoio destinados à Educação.

PUB

Segundo informação municipal divulgada na quarta-feira, a empreitada terá as suas principais intervenções nos dois pisos existentes, com destaque para a nave do ginásio do Piso 0 e escadaria de acesso, bem como o lobby de entrada no piso 1, sendo caracterizada por uma área total encerrada de pavimentos de 865m2.

O piso 0 será composto por ginásio de treino e aquecimento para dança, prática de artes marciais, etc.; sala para exercícios de manutenção e fitness; dois balneários dotados de instalação sanitária; uma instalação sanitária para pessoas com mobilidade condicionada, duas arrecadações; um armazém geral e circulações de ligação às escadas de acesso ao Piso 1 .

No piso 1 irá existir um lobby de entrada; uma sala de reuniões/bilheteira; uma secretaria; uma sala de formação; duas instalações sanitárias de apoio ao piso com capacidade para pessoas de mobilidade condicionada; uma arrecadação de apoio à sala de formação; um corredor e espaço de galeria para observação das atividades do ginásio.

Pretende-se completar o edifício conferindo-lhe uma entrada nobre que dê uma resposta eficaz à movimentação do publico ao nível de acessos e condições de evacuação, com uma rampa para acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada e uma ampla escadaria de acesso.

Já no alçado nascente, ao nível dos planos da fachada, será dada continuidade ao edifício pré-existente a partir de óculo envidraçado, de modo a servir as escadas de ligação entre os pisos e a assegurar melhor iluminação natural, maior transparência e maior correlação entre o ambiente interior e exterior.

PUB

A nível de rede e instalações o edifício será alvo de remodelação nas redes de águas e respetivos sistemas de aquecimento, esgotos, instalações elétricas e ITED, bem como segurança integrada contra incêndios e intrusão.

No exterior está previsto envolver todo o edifício com uma “pele” lograda em chapa perfilada sob a qual se irá colocar uma camada de isolamento térmico nas paredes à base de espuma projetada de poliuretano, em solução de fachada ventilada, de modo a garantir definitivamente a proteção das paredes de todo o complexo. De modo a manter a homogeneidade do edifício será dada continuidade à paleta de cores já aplicada, à base de diversos tons de amarelos, ocres e azuis aio, ao qual se acrescenta agora o cinzento.

Com esta empreitada pretende-se melhorar o equipamento existente em matéria de condições funcionais, de forma a promover a melhoria e intensificação de uso deste pavilhão na prática desportiva por parte da população escolar e não escolar, bem como completar o equipamento e construção pré-existente em termos funcionais enquanto peça arquitetónica de valorização do contexto urbano de Riachos, conclui a informação municipal citada.

Durante a reunião foi ainda aprovada a aquisição do Mercado de Riachos. O município vai investir na compra 65 mil euros, mas a finalidade a dar ao edifício será ainda alvo de um debate com a junta de freguesia de Riachos.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here