Torres Novas | Câmara Municipal assume cogestão das Áreas Protegidas

Reserva Natural do Paul do Boquilobo | Foto: ICNF

A Câmara Municipal de Torres Novas aprovou em reunião de executivo uma proposta para aceitação das competências respeitantes às Áreas Protegidas, previstas no Decreto-Lei n. º 116/2019, de 21 de agosto, com efeitos a partir de 1 de janeiro de 2021.

PUB
Segundo informação municipal, “os municípios passam a exercer competências em particular no que se refere à participação nas funções de cogestão nas áreas protegidas de âmbito nacional, estando em causa, no caso do território do concelho, a implementação deste novo modelo de gestão no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC) e na Reserva Natural do Paul do Boquilobo (RNPB)”.
“O contexto do Município de Torres Novas é particular neste aspeto por estarem a decorrer em paralelo projetos de valorização para as duas áreas protegidas, a saber: na área do PNSAC está em discussão o processo de alargamento do parque na área do concelho e, no contexto da CIMT, está em curso a implementação da Grande Rota do Carso (GR); na área da RNPB, está em execução o projeto da Rota do Almonda (PR), com investimento de renovação do projeto expositivo do Centro de Interpretação, instalação de estação automática de monitorização da qualidade da água do rio Almonda e a própria reparação da via de acesso”, refere a mesma informação.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here