Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Câmara duplica valor total de apoio ao pagamento de rendas a comerciantes

Em virtude de ter recebido mais de uma centena de candidaturas ao programa “Torres Novas dá uma Renda”, o município torrejano decidiu duplicar o valor inicial de 20 mil euros em orçamento para conseguir pagar os (até) 500 euros prometidos a cada um dos comerciantes concorrentes.

- Publicidade -

Face ao número acima do esperado de pedidos de apoio para o programa de pagamento de rendas a comerciantes, 117, no âmbito das medidas de apoio às consequências da pandemia de covid-19, os 20 mil euros orçamentados foram insuficientes para dar resposta às necessidades.

A informação foi avançado pelo presidente da Câmara, Pedro Ferreira (PS), em reunião de executivo e disse ao mediotejo.net que o valor estipulado inicialmente duplicou face ao número de candidaturas apresentadas.

- Publicidade -

ÁUDIO: PEDRO FERREIRA, PRESIDENTE CM TORRES NOVAS:

 

O regulamento aprovado referia que se o montante fosse ultrapassado se diminuiria o apoio financeiro, mas o presidente considerou que se justificava aumentar o montante global. Pedia assim à vereação que autorizasse a retirada deste dinheiro do orçamento geral.

Em declarações ao mediotejo.net, Pedro Ferreira esclareceu que o montante destinado às rendas sobe para os 40 mil euros, permitindo que todos os requerentes recebam os (até) 500 euros de financiamento.

“Por um lado, sinal do efeito da pandemia, que não é agradável saber estes números”, reconheceu, mas por outro considerou ser uma “satisfação como autarca de podermos corresponder com a ajuda possível”.

O apoio só contempla comércio e serviços, salientou, referindo que na habitação é do conhecimento do município que os casos mais graves de dificuldades com rendas têm sido apoiados por IPSSs. 

O programa “Torres Novas dá uma Renda” destina-se aos bens e serviços que tenham a sua sede fiscal no concelho e tenham tido a sua atividade encerrada ou condicionada nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2021.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome