Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Maio 13, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Câmara dá luz verde a projeto de 1.5 ME para Unidade de Saúde Familiar (USF) Cardillium

A Câmara Municipal de Torres Novas aprovou por por unanimidade, em reunião de executivo, o projeto de execução (arquitetura e especialidades) da empreitada “Unidade de Saúde Familiar (USF) Cardillium” em Torres Novas, um investimento na ordem de 1.5 milhão de euros. O equipamento vai ser implantado junto à avenida Xanana Gusmão, próximo do Hospital, num terreno com uma área global de cerca de 7.800 m2.

- Publicidade -

Para a USF está previsto um investimento total de 1.575.036.54€, e está a ser preparada uma candidatura a fundos comunitários, a submeter até 30 de abril, que, a ser aprovada, poderá representar um financiamento a rondar 1.100.000.00€.

“Com um programa funcional base para uma Unidade de Saúde tipo 4 para 14.000 utentes, foi definida uma planta de estrutura relativamente modular, com um só piso, articulado com uma zona de estacionamento automóvel adjacente, por onde se fará o acesso ao edifício”, adianta informação municipal.

- Publicidade -

“O layout interno é  caracterizado  por uma  ala  dupla  de  gabinetes  de  observação  e consulta que se dispõe paralelamente à avenida Xanana de Gusmão e a outra com maior perfil transversal e disposta  perpendicularmente à  anterior  constituída  por uma  ala simples de um corredor dando acesso a gabinetes  e  salas  de  tratamento,  enquanto  um segundo corredor de acesso restrito aos funcionários e agentes da saúde integra todos os compartimentos e células de apoio, bem como instalações sociais destinadas aos funcionários”, continua.

“Esta tipologia foi ajustada com uma ligeira ampliação resultante da integração de um compartimento autónomo para preparação de malas de visita domiciliária e um gabinete reservado a utentes em isolamento com acesso imediato e direto ao exterior, para além de ajustes de área”, refere.

“O acesso de peões ao edifício, dada a diferença de cotas ainda considerável, tem duas alternativas: uma, a principal e mais comum, constituída por uma ampla e confortável escadaria exterior e, outra, por um passeio rampeado em semicírculo destinado a pessoas com mobilidade condicionada com inclinações sempre abaixo dos limites tolerados pela legislação em vigor”, adianta.

O estacionamento vai ter uma capacidade de 67 lugares, sendo três afetos a pessoas com mobilidade condicionada e dois estacionamentos reservados exclusivamente a ambulâncias. Há ainda um lugar para paragem de ambulâncias nas manobras de carga e descarga de pacientes acamados, conclui a mesma informação.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome