Torres Novas | Bênção do Gado não chegou ao pódio das 7 Maravilhas da Cultura Popular

Benção do Gado realiza-se de quatro em quatro anos em Riachos, Torres Novas. Foto: DR

A Festa da Bênção do Gado, candidata às 7 Maravilhas da Cultura Popular por iniciativa da Bênção do Gado Associação Cultural, não conseguiu ficar nos sete primeiros lugares do concurso, a que concorreram mais de 500 tradições de todo o país. Apesar do resultado não ser o desejado, o presidente da Junta de Freguesia de Riachos, José Júlio Ferreira, mostrava-se feliz ao final da noite. “Estamos de coração cheio e orgulhosos do percurso da nossa festa. Como autarca e riachense agradeço a todos os riachenses, a todos os nossos amigos, a todos os que votaram e o meritório trabalho da Associação Organizadora da Festa e do apoio do Município de Torres Novas”, escreveu na sua página de Facebook. “A partir de hoje já nada será como dantes. Somos uma maravilha. Viva Riachos.”

PUB

A emissão da gala da RTP, realizada a partir de Bragança este sábado, 5 de setembro, acabou por não oferecer grandes surpresas, mantendo na lista vencedora sensivelmente os nomes que figuraram no pódio ao longo do dia. Na região, porém, há um destaque para a vitória do Colete Encarnado, festa de Vila Franca de Xira ligada à identidade ribatejana.

Foram consideradas “7 Maravilhas da Cultura Popular” o Colete Encarnado, os Santeiros de São Mamede de Coronado, o Criptojudaismo de Belmonte, a Romaria de São João d’Arga, o Bailinho da Madeira, as Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios e a Romaria de São Bartolomeu.

PUB

Ao palco subiu, durante a gala, a fadista riachense Teresa Tapadas, a quem competiu apresentar e defender a candidatura da festa popular do concelho de Torres Novas, muito ligada à tradição dos lavradores. De recordar que a Festa da Bênção do Gado chegou à respetiva meia final por repescagem, tendo conseguido ultrapassar o picareto de Mação na votação do último domingo, dia 30, e alcançado assim um lugar na final.

Esta tradição, que se realiza apenas de quatro em quatro anos, viu a edição de 2020 adiada devido à pandemia de covid-19. Para o ano, se a situação o permitir, haverá festa a dobrar.

PUB

Torres Novas acaba por estar ligado à génese de uma das 7 eleitas como Maravilhas da Cultura Popular, nomeadamente aos Santeiros de São Mamede de Coronado. Gilberto Fernandes dos Santos, torrejano que ofereceu a imagem original de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, fez a encomenda à Casa Fânzeres, em Braga, mas a escultura foi efetuada no concelho da Trofa, distrito do Porto, por José Ferreira Thedim. A encomenda deu prosperidade ao seu executor e fez disseminar a tradição local de santeiros.

Os Santeiros de São Mamede de Coronado estiveram na meia final de 30 de agosto em Torres Novas, onde recordaram o torrejano que lhes impulsionou a arte e o negócio. A tradição acabou por ser eleita como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular.

Notícia relacionada:

Em Torres Novas, os santeiros da Trofa recordaram homem que lhes impulsionou a arte e o negócio (c/vídeo)

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here