- Publicidade -
Quinta-feira, Janeiro 20, 2022
- Publicidade -

Torres Novas | BE vai pedir medidas ao Governo quanto ao acidente da Renova

O Bloco de Esquerda (BE) de Torres Novas manifestou-se esta segunda-feira, 20 de fevereiro, quanto ao acidente da fábrica da Renova e a consecutiva descarga no rio Almonda de pasta de papel. Informa assim que o grupo parlamentar do BE vai pedir explicações ao Governo, para que sejam tomadas medidas adequadas ao aumento da produção daquela fábrica.

- Publicidade -

No documento, o BE mostra-se insatisfeito com as explicações dadas pela Renova sobre o acidente de 17 de fevereiro, apesar de reconhecer que situações do género podem acontecer. “A questão está em saber, em primeiro lugar quais os perigos reais para o rio e para o ambiente decorrentes desta falha e sobre este aspeto a RENOVA é parca em explicações e, em segundo lugar quais os recursos que a RENOVA devia ter para, quando ocorrerem estas “falhas”, não ser o rio Almonda a pagar, com as consequências que daí advém para o ambiente e para as populações”.

“O BE entende que a empresa deve ser obrigada a dispor dos mecanismos necessários para controlar estas descargas e proceder ao tratamento do respetivo efluente”, refere.

- Publicidade -

“Relembramos que muito recentemente foi público o avultado investimento comunitário nesta empresa – 36 milhões de euros, o que implica uma política de responsabilidade ambiental a todos os níveis e não se compadece com este tipo de descargas no meio hídrico”, pode ler-se na mesma nota.

No mesmo texto é ainda referido que a vereadora Helena Pinto já abordou o presidente da Câmara, Pedro Ferreira (PS), para que este desenvolva “todas as diligências ao seu alcance para o esclarecimento da situação e apuramento das responsabilidades”. Adianta ainda que “o Grupo Parlamentar do BE vai também questionar o Governo, no sentido de serem tomadas medidas junto da empresa para que esta adapte a sua produção de modo a que não se repitam este tipo de descargas”.

- Publicidade -

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome