- Publicidade -

Torres Novas | APA defende voluntário multado por comer no carro fora de horas

A Associação Protetora dos Animais (APA) de Torres Novas emitiu um comunicado em que garante que o indivíduo multado em 200 euros pela PSP por estar a comer no carro em horário de recolher obrigatório estava ao seu serviço e dentro do enquadramento da lei. Rúben Marques fez notícia este sábado, 27 de março, ao denunciar o que alega ser um abuso de poder da PSP, por o ter multado sem lhe dar espaço a apresentar a sua documentação.

- Publicidade -

Rúben Marques tem 29 anos e reside na Barquinha, fazendo voluntariado para a APA e para a APABA – Associação Protectora de Animais ‘Os Bons Amigos’ da Golegã. Trabalha ainda numa empresa de limpezas que limpa a FNAC de Torres Novas. Segundo adiantou ao Correio da Manhã e, com mais pormenor, ao jornal A Barca, tinha justificações das três entidades para estar na rua à hora do sucedido.

O caso terá ocorrido na quinta-feira, dia 25, tendo o jovem prestado voluntariado na APABA durante a tarde e dirigia-se à APA, que tem um abrigo nas Lapas (Torres Novas). Entre as 18h00 e as 19h00 ocorreu-lhe parar junto ao Hospital de Torres Novas para comer e beber água, devido ao cansaço. Foi quando terá aparecido o carro da PSP, que acabou por o multar em 200 euros por estar na rua em horário de recolher obrigatório.

- Publicidade -

Na sua página pessoal de facebook, Rúben explica que não pagou a multa e que irá reclamar da mesma. “Caso não seja aceite o caso será levado para tribunal com auxílio de uma advogada que se disponibilizou em pro bono”, adianta.

Para além dos jornais nacionais, Rúben refere na sua página de facebook que enviou queixas ao Governo, incluindo o Presidente da República, tendo ainda denunciado a situação à ONU, CNN e FOX News (na página apresenta fotografia dos emails enviados). “A situação que se passa em Portugal não é aceitável e eu vou até ao fim para que as autoridades respondam pelos seus atos. Salazar está morto e enterrado e o 25 de abril não está esquecido mesmo pelas gerações mais novas que não passaram pela ditadura”, afirma na sua página.

Entretanto a APA emitiu um comunicado em que defende o voluntário. “Confirmamos que o Rúben Marques é voluntário da APA desde 2014; confirmamos que é presença regular no nosso abrigo, situado em Lapas, concelho de Torres Novas. As deslocações do Rúben ao abrigo acontecem em vários dias da semana, conforme a disponibilidade do próprio; no dia 25 de Março havia a intenção de o Rúben se deslocar ao abrigo da APA, em Lapas, pelas 19.00h, altura em que estaria despachado das tarefas no abrigo da APABA, na Golegã”, refere o texto.

A APA confirma também que Rúben Marques tem uma declaração assinada pela APA que justifica as deslocações. “Lembramos que o voluntariado animal é uma das exceções previstas nos vários decretos de Estado de Emergência aprovados devido à pandemia da Covid-19”, refere a associação.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -