- Publicidade -

Terça-feira, Janeiro 18, 2022
- Publicidade -

Torres Novas | Ano letivo 2017/2018 mantém apoios ao 1º ciclo e ensino superior

O ano letivo 2017/2018 já arrancou e o município de Torres Novas decidiu continuar com um conjunto de programas de apoio, com enfoque sobretudo no 1º ciclo e ensino superior. Para além dos benefícios já definidos pelos Ministério da Educação, são garantidos os cadernos de atividades aos escalões mais carenciados do ensino primário e há bolsas de estudo para torrejanos que frequentem o ensino superior.

- Publicidade -

Segundo a informação disponibilizada pelo município, os apoios existentes contemplam o pré-escolar, o 1º ciclo e o ensino superior. Os apoios financeiros concretizam-se no arranque e conclusão do ensino, reservando-se ao pré-escolar sobretudo atividades desportivas e facilidades no transporte.

No 1º ciclo o Ministério da Educação já garante o empréstimo de manuais escolares. O município apoia por seu lado com a comparticipação dos cadernos de atividades, para os alunos dos escalões A e B. Em termos de alimentação, tendo aderido ao Regime da Fruta Escolar, o município entrega também, semanalmente, duas peças de fruta e hortícolas à totalidade da população escolar do 1.º ciclo do ensino público, ou seja, cerca de 1100 crianças.

- Publicidade -

Para os mais novos é garantido o transporte gratuito a alunos que residam a menos de quatro quilómetros dos estabelecimentos de ensino. As crianças do pré-escolar também beneficiam de transporte gratuito se as suas localidade se situarem na rota de um itinerário existente. No total, informa a Câmara Municipal, são transportados cerca de 110 crianças de pré-escolar e cerca de 220 crianças de 1.º ciclo, num encargo anual que ascende a aproximadamente 180 mil euros.

O município assegura ainda o funcionamento das atividades de animação e apoio à família em todos os estabelecimentos de educação pré-escolar da rede pública. Segundo a informação disponibilizada, em 2017-2018 estão inscritas 251 crianças nestas atividades, “o que corresponde a 62% da totalidade de crianças do pré-escolar”.

- Publicidade -

Nesta área manteve-se este ano o projeto de qualificação de prolongamento de horário. Trata-se de atividade semanais de dança e expressão corporal, desporto e yoga, dinamizadas entre as 15h30 e as 17h30 por técnico especializados. O encargo para o município é de cerca de 24 mil euros.

Ainda no pré-escolar continua o programa de expressão musical, dinamizado desde 2008/2009. “Neste projeto, todas as 405 crianças inscritas na rede pública municipal têm uma aula de música por semana, inserida na componente educativa e dinamizada por professores de música do Conservatório de Música do Choral Phydellius”, refere o município. O encargo anual ascende a cerca de 9.500 euros.

Já no ensino superior, a Câmara de Torres Novas voltou a abrir concurso para atribuição de bolsas de estudo, tendo aumentando inclusive a oferta. São oito bolsas pecuniárias, atribuídas a residentes no concelho, cujo valor está fixado em 25% do salário mínimo, a atribuir entre outubro e julho. Ainda no âmbito do mesmo programa, serão concedidos quatro lugares de residência, em Lisboa, não cumulativos com a bolsa pecuniária, disponibilizados através de uma parceria estabelecida com a Fundação Renato Gameiro.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome