Quinta-feira, Fevereiro 25, 2021
- Publicidade -

Torres Novas | 2600 pessoas caminharam e cantaram unidas pela paz (c/videos e fotos)

“É uma grande alegria por conseguirmos aquilo que achávamos impossível, um evento para a história de Torres Novas e do distrito”, disse Corina Lopes, presidente do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano (CRIT) no palco da iniciativa ‘Educar para a Paz – Juntos por um Mundo Melhor’, que juntou 2600 pessoas em Torres Novas na sexta feira, dia 20.

- Publicidade -

Com um “moldura humana maravilhosa”, como definiu Margarida Manta Luís, do Gabinete de Comunicação e Imagem do CRIT, o evento começou na praça 5 de outubro e culminou no Jardim das Rosas. A chuva que ia caindo até ao início da caminhada não fez desanimar as crianças e jovens que de forma divertida e empenhada participaram na iniciativa.

Além dos alunos das escolas de Torres Novas e Vila Nova da Barquinha, participaram crianças dos jardins de infância, idosos de lares de terceira idade, representantes de associações e coletividades, além de outras pessoas individualmente.

- Publicidade -

A todos foi pedido que trouxessem uma peça de roupa branca, a simbolizar a paz.

Iniciativa 'Educar para a Paz – Juntos por um Mundo Melhor' em Torres Novas

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Depois de posicionados na Praça 5 de Outubro, os participantes deslocaram-se até ao Jardim das Rosas passando pela rua Alexandre Herculano, no centro histórico da cidade.

À frente iam vários autarcas da Câmara de Torres Novas, o presidente da Câmara de VN Barquinha, o representante do Projeto Internacional “Living Peace Internacional – Educar para a Paz”, a presidente do CRIT e representantes de outras entidades.

No Jardim das Rosas, depois da colocação de pendões com imagens e frases alusivas à paz, a animação começou com a atuação do Choral Phydellius constituído com a formação de crianças e jovens.

Seguiram-se as intervenções dos representantes das várias entidades associadas ao evento. Numa mensagem mais direcionada para as crianças, a presidente do CRIT manifestou o seu regozijo pelo sucesso da iniciativa que ultrapassou as suas expectativas, além de agradecer a adesão de todas as instituições.

Iniciativa 'Educar para a Paz – Juntos por um Mundo Melhor' em Torres Novas. Caminhada com 2600 pessoas

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Para Corina Lopes “é importante educar para a paz e é sobretudo junto das crianças e das novas gerações que temos de fazer passar esta mensagem: trabalhar para a paz e conservar o nosso planeta livre de todos os lixos”.

Carlos Palma, responsável em Portugal pelo projeto “Living Peace”, explicou como surgiu o movimento há oito anos, no Cairo, Egipto, numa altura de guerra. Ele próprio relatou experiências que viveu em cenário de guerra e que lhe despertaram para a necessidade de sensibilizar todos para a paz.

Como professor, foi na escola que começou a sua ação mobilizadora, envolvendo alunos e toda a comunidade escolar. O dado da paz que lançava diariamente antes das aulas definia o mote para o dia na escola sempre com o objetivo de sensibilizar para a paz. Oito anos depois, o dado da paz é lançado por um milhão e meio de crianças de 2.700 escolas em 162 países.

“Para fazermos uma cultura da paz, temos primeiro de fazer a cultura do amor, porque a paz começa no coração”, disse Carlos Palma perante as 2.600 pessoas.

Interveio a seguir, o presidente da Câmara de VN Barquinha que começou por citar uma frase de Nelson Mandela a apelar ao amor e contra o ódio. Fernando Freire elogiou a iniciativa como “um excelente exemplo de como educar para a paz”.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, o orador que se seguiu, “educar para a Paz é uma tarefa que deve ser transversal a pais, aos professores, a toda a sociedade em geral e, em especial, às instituições sociais”.

A estes Luís Silva acrescentou “a comunicação social e as modernas redes sociais, meios privilegiados para fazer chegar junto da população e dos jovens, em particular, aqueles que são promotores da Paz e as iniciativas que devem ser destacadas como exemplos a seguir na sua valorização”.

Iniciativa 'Educar para a Paz – Juntos por um Mundo Melhor' em Torres Novas

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Luís Silva defendeu que “não basta dizer que somos a favor da Paz; todos devemos de ser capazes de dizer não à intolerância, à agressividade, ao individualismo, às injustiças que muitas vezes calamos e, com esse silêncio, acabamos por consentir”.

“Educar para a Paz compreende o respeito pelos direitos dos homens, o respeito pelo meio ambiente, o respeito pela vida, pela diferença, o ensinamento da resolução dos conflitos e dos problemas pelo diálogo e pelo entendimento”, acrescentou o autarca.

As intervenções sucediam-se, intervaladas pelas vozes do Choral Phydellius, um minuto de silêncio e com leitura de textos de várias figuras que marcaram a história mundial pela sua luta pela paz.

A iniciativa terminou com a presença em palco de um representante de cada escola e instituição participante, dos autarcas e principais dinamizadores do evento, bem como algumas crianças que ajudaram na largada de pombos, símbolo da paz.

 

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).