Tomar/Abrantes: as fantásticas descargas da Barragem do Castelo do Bode (c/vídeo)

 

PUB
IMG_5301
Quota máxima da barragem foi atingida

Devido às fortes chuvadas dos últimos dias, a barragem de Castelo do Bode, que une os concelhos de Tomar e Abrantes, atingiu na segunda-feira, 9 de maio, a sua quota máxima (cerca de 120 metros) e começou  a fazer descargas quer pelos descarregadores de fundo quer pelos de superfície.

As descargas atraem, todos os anos, pela espectacularidade que apresentam, centenas de visitantes. Este ano já é a segunda vez que a barragem procede a descargas, sendo que a primeira ocasião no período de 14 a 17 de fevereiro.

O comandante distrital de Operações de Socorro de Santarém admitiu hoje que a gestão das descargas das barragens portuguesas e espanholas deve permitir manter o rio Tejo “dentro das margens”, permanecendo, contudo, a possibilidade de ocorrência de cheia.

PUB

Mário Silvestre disse à agência Lusa que, tendo as barragens espanholas debitado às 08:00 cerca de mil metros cúbicos de água por segundo, foi acertado com a EDP Produção que as barragens portuguesas mantenham caudais estáveis e não descarreguem para o Tejo mais que 1.600 metros cúbicos por segundo, permitindo que o rio permaneça “dentro das margens”.

Segundo o comandante, a barragem de Castelo do Bode encontra-se com a sua capacidade de armazenamento em 97%.

PUB
IMG_5308
Descargas atraem atenção de muitas pessoas

c/LUSA

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here