Tomar | Universidade Sénior adia início de atividades presenciais

Sem aulas presenciais, irão manter-se, no entanto, as atividades à distância proporcionadas pela RUTIS e irão ser desenvolvidas atividades pontuais como caminhadas, ginástica para todos, yoga, entre outras, a realizar ao ar livre. Foto: CM Tomar

As aulas presenciais da Universidade Sénior de Tomar, suspensas desde início de março como medida preventiva e proteção do público alvo da iniciativa, considerado grupo de risco, assim vão continuar por tempo indeterminado e mediante reavaliação da situação epidemiológica a nível local/regional, consoante as medidas decretadas pelo Governo.

PUB

A informação foi confirmada por Filipa Fernandes, vereadora da Câmara Municipal de Tomar, que deu conta de reunião com o Conselho Coordenador da Universidade Sénior tomarense, onde foi unânime a posição de adiar a reabertura das aulas presenciais. Ainda assim, e para salvaguardar o bem-estar e compromisso para o envelhecimento ativo, o município encontra-se a preparar outras atividades ao ar livre, em segurança e de acordo com as regras da DGS.

Filipa Fernandes disse, na passada reunião de Câmara de Tomar, que analisada a reabertura da Universidade, considera-se que “não é, para já, coerente abrir a Universidade Sénior com aulas presenciais”.

PUB

Segundo a vereadora a ideia é analisar-se todos os meses a situação a nível local, regional e nacional, bem como as medidas que vão sendo implementadas, para então se tentar encontrar a altura certa para reabertura deste espaço.

“Trata-se de um público de risco, nas salas não era permitido ter muitos alunos, o número era muito reduzido, e já se contava com cerca 350 alunos inscritos na Universidade Sénior de Tomar. Achámos mais pertinente adiar a reabertura presencial das aulas”, contextualizou, referindo não ser viável.

PUB

Por outro lado, e de forma a compensar este adiamento, o Município está a programar atividades ao ar livre.

“Desde caminhadas e ginástica, para a população sénior, com as devidas limitações e de acordo com as regras da DGS, para permitir a continuação de atividades de envelhecimento ativo e não descurando esta população que nos é tão particular e querida a todos nós”, contou.

Por fim, Filipa Fernandes referiu que, através da RUTIS, têm sido dinamizadas aulas da Universidade Sénior online, algo que o Município tem divulgado junto dos alunos tomarenses e que “têm sido também bastante participadas”.

A decisão do início das aulas presenciais será tomada em próxima reunião, a agendar no início de novembro. Até essa data, irão manter-se as atividades à distância proporcionadas pela RUTIS e irão ser desenvolvidas atividades pontuais como caminhadas, ginástica para todos, yoga, entre outras, a realizar ao ar livre.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here