Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: unidade hoteleira de três estrelas vai nascer no núcleo histórico

A empresa Ninho do Falcão – Actividades Hoteleiras Lda. vai investir na reconstrução e ampliação do edifício que se encontra em estado de degradação na rua de Santa Iria, números 12 a 18, em Tomar para aí criar um hotel de 3 estrelas. O assunto constou da ordem de trabalhos desta segunda-feira, 26 de setembro, ocasião em que o executivo adequou o projecto da empresa ao Plano de Pormenor do Açude e do Mercado, sendo cedida para o domínio público uma área de 202,40 m2 à câmara para que esta proceda aos arranjos exteriores.

- Publicidade -

img_9086
Edifício que vai ser reconvertido num Hotel de três estrelas Foto:mediotejo.net

A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas (PS) explicou ao mediotejo.net que se trata de um investimento de um casal tomarense que adquiriu aquele edifício e que ali vai construir um hotel de três estrelas, com cerca de 25 quartos, que vai revitalizar aquela zona da cidade.

- Publicidade -

“O importante é que estamos a aumentar a capacidade hoteleira em Tomar, reabilitando um edifício que já estava em avançado estado de degradação e, obviamente, criando postos de trabalho”, disse a autarca, acrescentando que o projecto já foi alvo de análise por parte da Direcção Geral do Património Cultural (DGPC).

“Ao projecto inicial foram acrescentadas algumas condicionantes e já está adequado aquilo que a DGPC pretende – estamos a falar de um edifício que fica dentro do núcleo histórico – e está a seguir a tramitação quer dentro da câmara, quer junto das entidades externas à autarquia para obterem algum fundo comunitário”, explicou ao mediotejo.net, realçando que há várias décadas que não é construído um hotel em Tomar.

Conforme projeto que a empresa apresentou à câmara, parte da zona verde situada nas traseiras do edifício e que se prolonga até ao rio Nabão será objeto de arranjos exteriores.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome