- Publicidade -

Domingo, Dezembro 5, 2021
- Publicidade -

Tomar | Tudo a postos para o arranque das aulas/Salas de 1.º ciclo com novo mobiliário

Em Tomar, está tudo a postos para o arranque de mais um ano letivo nos dois mega Agrupamentos Escolares do concelho: Nuno de Santa Maria e Templários. Deste modo, e de acordo com o divulgado pela autarquia, no ano letivo de 2017/2018, o calendário escolar será o mesmo para os ensinos pré-escolar, básico e secundário.

- Publicidade -

As aulas vão começar até quarta-feira, dia 13 de setembro, e vão terminar a 22 de junho. Os alunos que vão ter exames, do 9.º, 11.º e 12.º ano, terminam as aulas a 6 de junho. Já os do 5.º, 6.º, 7.º, 8.º e 10.º vão terminar o ano letivo a 15 de junho. Todos os outros terminam a 22.O vereador da Educação, Hugo Cristóvão, referiu que a principal dificuldade se prende com o pessoal auxiliar, devido ao facto de se verificar no concelho uma dispersão de escolas com um número reduzido de alunos (sobretudo abaixo dos 20) o que complica a gestão do ponto de vista logístico e financeiro.

E se no ano passado a autarquia deu prioridade à aquisição de computadores, este ano pretende investir no mobiliário, sendo apetrechadas a generalidade das salas de aula de primeiro ciclo com novas mesas, cadeiras e armários. Para o ano lectivo de 2017/18 a autarquia vai trabalhar com um orçamento previsto de 3 milhões 231 mil e 033,54 euros.

- Publicidade -

O vereador Hugo Cristóvão em discurso direto:

“Vamos apetrechar a generalidade das salas de aula de primeiro ciclo com novas mesas, cadeiras e armários”

O  que é tido em conta na preparação de um ano lectivo?
A variação do número de alunos em cada escola, realizar pequenas ou maiores obras; transferir, reparar ou adquirir mobiliário; preparar os circuitos de transportes, adjudicar esses serviços; colocação do pessoal não docente; articular com as associações de pais e outras entidades questões como o serviço de refeições ou atl’s; análise e aplicação dos apoios de ação social escolar; e variadíssimas outras matérias. Há sempre apetrechos a fazer. Por exemplo, se o ano passado demos prioridade aos computadores, este ano, e apesar de se ter atrasado um pouco o processo burocrático de aquisição, vamos dar prioridade ao mobiliário, sendo apetrechadas a generalidade das salas de aula de primeiro ciclo com novas mesas, cadeiras e armários, uma vez que na maioria delas esse mobiliário tem mais de 30 anos.

A divisão do concelho em dois megas agrupamentos de escolas tem facilitado ou não essa mesma preparação?Apesar de pessoal e profissionalmente não concordar com o modelo que na altura o Ministério aplicou, ele já tem quatro a cinco anos e agora as coisas estão a entrar na normalidade. É o modelo com que temos de trabalhar. Em Tomar o processo não foi muito bem conduzido na altura e o resultado que ficou não é o
melhor, uma vez que a vários níveis os dois agrupamentos estão desequilibrados com desvantagens para ambos, mas enfim, também aí o tempo vai atenuando essas situações, e para a preparação do ano letivo isso não tem grandes consequências.

Como tem sido a relação da autarquia com os diretores desses dois megas agrupamentos?
Excelente. Este ano houve uma alteração no Agrupamento Templários sendo agora diretor o professor Paulo Macedo com quem há muito tenho também relações pessoais e profissionais e por isso sei que o trabalho com ele e com a professora Celeste Sousa continuará como até aqui ou até melhorado. Ambos os diretores, sendo naturalmente diferentes, são pessoas dedicadas à sua função e competentes. E Tomar tem a felicidade de ter excelentes resultados e um trabalho, por exemplo na ligação da escola e dos seus alunos à comunidade, verdadeiramente exemplar. Por vezes há alguma competição entre agrupamentos, mas desde que isso se mantenha nos limites do razoável é aceitável e até salutar.

Como tem decorrido os processos de encerramento de escolas?
Foi algo que critiquei muito no passado pelo património que estava ao abandono e que por isso mesmo foi dos primeiros processos em que agarrei no inicio de funções como vereador. Dos 50 edifícios encerrados ao longo dos anos, quase todos estão agora cedidos a juntas de freguesia, associações ou outras instituições. Três foram vendidos, para cinco está a ser feito projeto para transformar em habitação, e há apenas uma meia dúzia que por motivos vários estão ainda ou novamente em fase de análise. Há sempre, com naturalidade, quem não concorde com as opções. Mas entre o não conseguir agradar a todos ou o nada fazer, não tenho dúvidas: é melhor uma decisão que possa deixar alguns insatisfeitos, que nada fazer e deixar o património coletivo ao abandono.

Quem mensagem quer passar aos professores, pessoal não docente, pais, encarregados de educação e alunos?
Aos alunos que se apliquem. A todos os outros, como a mim, aos serviços municipais, às juntas de freguesia e a toda a comunidade, que saibamos trabalhar em conjunto e rumo aos mesmos objetivos. Afinal, como diz o provérbio africano e com muito saber, “é preciso toda uma aldeia para educar um menino”.

 

Calendário de reuniões do Agrupamento Nuno de Santa Maria

 

Calendário de reuniões do Agrupamento Templários

 

Nº alunos pré-escolar e primeiro ciclo no concelho de Tomar  (setembro 2017)
Escolas Pré-esc 1º Ano 2º Ano 3º Ano 4º Ano
Carregueiros 10 2 8 7 8
Carvalhos Figueiredo 18 1 4 6 8
Casais 30 15 14 12 18
Cem Soldos 26 5 10 5 10
Curvaceiras 8 7 15 9 9
Fétal de Cima 9 0 0 0 0
Infante D. Henrique 0 42 42 53 51
Junceira 20 4 10 4 7
Linhaceira 33 13 13 6 18
Marmeleiro 8 1 2 6 1
Olalhas 8 2 4 2 3
Pedreira 14 5 8 4 7
Raúl Lopes 132 26 66 55 55
Santo António 0 46 20 12 9
São Miguel 8 1 0 7 0
São Pedro 34 12 14 22 16
Serra 4 3 5 3 2
Templários 28 21 25 24 25
Valdonas 25 4 8 13 11
Vale Calvo 12 3 5 4 9
1.º e 2.º Jardim Escola João de Deus 94 110
JI Academia de Sonhos 12
JI CAST 74
JI Quinta dos Encantos 19
JI Sociedade Filarmónica Gualdim Pais 47
Totais 673 323 273 254 267
Escolas 5.º Ano 6º Ano 7º Ano 8º Ano 9º Ano 10º Ano 11º Ano 12º Ano CEF/Prof./EFA
EB 2,3 D. Nuno Álvares Pereira 163 171 93 139 74
EB 2,3 Gualdim Pais 103 95 51 62 67
EB 2,3 Santa Iria 68 53 34 56 52
Escola Secundária Santa Maria do Olival 123 87 103 163 147 174 57
Escola Secundária Jácome Ratton 43 22 43 164 101 105 346
Escolas Total
EB 2,3 D. Nuno Álvares Pereira 640
EB 2,3 Gualdim Pais 378
EB 2,3 Santa Iria 263
Escola Secundária Santa Maria do Olival 854
Escola Secundária Jácome Ratton 834
Escola Profissional de Tomar 146
Previsão de Despesas Educação – 2017/2018
Descrição Despesa Total Comparticipações
Obras / Fornecimentos / Intervenções / Aquisições
Fornecimentos e Aquisições para EB1 / JI     58 000,00€
Manutenção e apetrechamento de edifícios escolares de 2.º e 3.º Ciclo (Transferência de Competências) + Transferência para as Juntas de Freguesia referente às escolas     200 000,00 € 40 000,00 €
Encargos c/ pessoas singulares (limpeza EB1 / apoio atividade educativa- Transf. de Competências) 50 400,00 € 22 799,76 €
Fornecimento de Gás e gasóleo para Centros Escolares 14 116,16 €
Material Escolar (Tinteiros) 4 300,00 €
Verba de Expediente e Limpeza e telefones – Pagamento aos Agrupamentos 14 443,03 €
Pagamento de Água 18 134,28 €
Pagamento de Eletricidade 75 000,00 €
Sub-Total 434 393,47 € 62 799,76 €
Transportes Escolares
2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico / Ensino Secundário (Rodoviária do Tejo e CP) 339 719,70 € 120 000,00 €
1.º Ciclo do Ensino Básico 65 497,00 €
Sub-Total 405 216,70 € 120 000,00 €
Programa de Expansão e Desenv. da Ed. Pré-Escolar
Serviço de Refeições e Prolongamento de Horário (Associações Parceiras) 185 486,90 €
Áreas de Expressão (Associações Desportivas / Culturais) 26 172,00 €
Sub-Total 211 658,90 € 205 712,70 €
Ação Social Escolar
Auxílios Económicos (comparticipação dos livros de fichas + material escolar) – 1.º ciclo 12 000,00 €
Subsídios Especiais – ATL / Refeições / Transporte (Educação Pré-escolar) 20 184,10 €
Programa Refeições (1.º ciclo) 210 068,37 € 75 137,40 €
Bolsas de Estudo a alunos do ensino superior 27 250,00 €
Sub-Total 269 502,47 € 75 137,40 €
Atividades
Semana / Dia   da Criança e do Ambiente 8 604,09 €
Seminário Regional de Educação 120,00 €
Visitas de Estudo JI e EB1 do concelho 9 649,00 €
Aulas de Adaptação ao Meio Aquático 5 600,00 €
Outras atividades /apoios a atividades em educação 11 888,91 €
Sub-Total 35 862,00 €
Pessoal Não Docente 1 850 000,00 € 1 850 000,00 €
Universidade Sénior de Tomar (Dinamização) 24 400,00 € 24 520,00 €
Previsão Total 3 231 033,54 € 2 338 169,86 €

 

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome