Tomar | Ténis e atletismo são primeiras atividades a regressar à cidade

Foto: Pixabay

Tomar está retomar a normalidade, à semelhança do que sucede pelo país, e começa também a permitir prática desportiva em equipamentos municipais em segurança, de forma gradual e com condicionantes. Numa primeira fase começa-se pelo ténis e atletismo, com os campos de ténis do Complexo Desportivo disponíveis para aluguer de regime livre e aulas. Já a pista de atletismo está já a ser disponibilizada aos atletas de alto rendimento, prevendo-se reiniciar outros treinos em breve. Em tempo de confinamento e restrições, o município tem aproveitado para fazer manutenção de equipamentos desportivos municipais.

A autarquia reforça que “as atividades desportivas são fundamentais pela importância que têm também para a saúde dos munícipes”, e neste sentido começou por tomar medidas que aliviam as restrições impostas pelo Estado de Emergência nacional e a proliferação da pandemia de covid-19, permitindo neste caso a prática de ténis. A reabertura dos espaços desportivos vai acontecer de forma faseada.

“Nesta primeira fase de retoma de atividade, abriram já ao público os courts de ténis do Complexo Desportivo Municipal de Tomar para aluguer de regime livre, bem como as aulas da Escola de Ténis”, aulas essas que iniciaram no dia 12 de maio.

PUB

No que toca ao atletismo, a autarquia está a analisar a hipótese de “de reiniciar os treinos de atletismo no Estádio Municipal de Tomar, sendo que alguns já decorrem, de momento apenas para os atletas de alto rendimento”.

O município sublinha que as modalidades em causa têm “tratamento de exceção por serem atividades de exterior, individuais e sem contacto físico”.

Ainda assim, “o uso das instalações é condicionado, uma vez que terá sempre de ser feita marcação prévia e não há qualquer uso de instalações interiores, nomeadamente balneários”.

Para mais informações, os interessados devem contactar a Divisão de Associativismo, Desporto e Juventude: tel. 249 310 320 / 249 320 300 / desporto@cm-tomar.pt

Na área do desporto, o vereador e vice-presidente da Câmara Municipal, Hugo Cristóvão, deu conta na passada reunião de Câmara que o município está a utilizar “esta pausa forçada” para fazer “obras de manutenção em vários equipamentos desportivos, com muita incidência para já no Complexo Desportivo e nas piscinas”.

Piscina Municipal Vasco Jacob, em Tomar, é preocupação da autarquia sobre a viabilidade ou não de abertura durante o verão, dada a necessidade de contratação de recursos humanos, trabalhos de preparação do espaço e as restrições que poderão surgir em termos do acesso à mesma. A situação está em avaliação durante o mês de maio. Foto: mediotejo.net

Também estão a ser feitas intervenções em equipamentos de exterior, caso dos parques infantis que “estão a ter uma limpeza mais profunda do que aquilo que é possível fazer quando estão em funcionamento”.

Por outro lado, o vereador demonstrou preocupação pois nesta altura o município estaria a preparar a abertura da Piscina Vasco Jacob (piscina descoberta). Aquele equipamento abriria normalmente a 15 de junho, necessitando-se trabalhos e intervenções de preparação com mais de um mês de antecedência.

“Os trabalhos não estão a ser feitos, até porque a previsibilidade da sua abertura é muito reduzida. Não podemos assegurar com certeza se virá a abrir ou não. Vamos continuar a avaliar, durante o mês de maio, se justifica abrir durante o verão”, disse Hugo Cristóvão, enumerando que são necessários além dos trabalhos físicos, há também a questão de recursos humanos que costumam ser contratados pelo Município de Tomar para este fim, “porque não tem nos seus quadros pessoal suficiente para permitir a utilização daquela piscina no verão” e tendo em conta as exigências legais.

Hugo Cristóvão teme que as restrições, nomeadamente em termos da limitação de acesso, possam pôr em causa a viabilidade de abertura.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here