Tomar | Requalificação da Portaria Filipina do Convento de Cristo vai “finalmente” avançar

Charola do Convento de Cristo em Tomar. A empreitada, publicada no portal do Governo para os contratos públicos, prevê a requalificação da Portaria Filipina e dos espaços conexos, bem como a melhoria das instalações elétricas. Foto: DR

A empreitada para a requalificação da Portaria Filipina do Convento de Cristo, em Tomar, foi adjudicada e vai avançar para “finalmente” dotar este monumento Património da Humanidade de um “acesso condigno”, disse a sua diretora.

PUB

Andreia Galvão, diretora do Convento de Cristo, disse hoje à Lusa que este era “um dos nós górdios do monumento”, sendo que a intervenção, com um valor previsto de cerca de 278 mil euros e com um prazo de execução de 180 dias, vai permitir ter “finalmente uma entrada e saída com dignidade”.

A empreitada, publicada no portal do Governo para os contratos públicos, prevê a requalificação da Portaria Filipina e dos espaços conexos, bem como a melhoria das instalações elétricas.

PUB

Segundo a diretora do monumento, com esta intervenção, passará a haver condições de acesso para pessoas com mobilidade reduzida.

A saída do monumento passará a ser feita pela loja que será criada junto ao claustro da hospedaria e que será dotada de um pequeno auditório, onde poderão realizar-se pequenos eventos e exposições.

PUB

Para breve, está prevista a criação, nesta zona, de sanitários mais amplos e com acesso a pessoas com mobilidade reduzida.

Em projeto está ainda a criação de uma outra entrada, do lado do terreiro, que implicará a criação de uma estrutura metálica com vidro, que permitirá o acesso à zona do Paço do Infante, junto ao claustro da lavagem, criando um novo percurso de visitação.

Convento de Cristo, em Tomar. Foto: DR

Andreia Galvão disse acreditar que também a intervenção de limpeza e conservação da fachada manuelina (onde se encontra a Janela do Capítulo), numa empreitada que inclui os vitrais, deverá avançar em breve.

“Está tudo preparado, à espera de avançar”, afirmou, adiantando que esta é uma obra “considerável”, sobretudo devido à parte escultórica, e que deverá contar com fundos comunitários.

Convento de Cristo, Tomar. Foto: DR

O património classificado engloba o Convento de Cristo, monumento renascentista, o Castelo Templário, fundado em 1160 (que compreendia a vila murada, o terreiro e a casa militar situada entre a casa do Mestre, a Alcáçova, e o oratório dos cavaleiros, em rotunda, a Charola, concluída em 1190), a cerca conventual, atual Mata dos Sete Montes, a Ermida da Imaculada Conceição e o aqueduto conventual, conhecido por Aqueduto dos Pegões.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here