Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Quinta do Bill e Orquestra de Sopros atuam na Várzea Grande com lotação esgotada

Este sábado, dia 4 de setembro, às 22:00, a Várzea Grande, em Tomar, vai ser o palco de um concerto da banda tomarense Quinta do Bill acompanhada pela Orquestra de Sopros do Médio Tejo (OSMT). Os bilhetes esgotaram num ápice, tanto nas vendas online como em venda física no posto de turismo.

- Publicidade -

Este concerto está a gerar grande expectativa e a lotação de 900 lugares esgotou em menos de 24 horas. O espetáculo durará cerca de 1:45 ao ar livre, numa zona privilegiada da cidade com vista para o castelo.

O bilhete é válido até às 21:40 do dia 4 de setembro, sendo que após essa hora, o bilhete é anulado e será permitida a ocupação do lugar por outra pessoa. O espetáculo segue as normas publicadas pela DGS, no contexto da pandemia COVID-19.

- Publicidade -

À OSMT, dirigida pelo maestro Simão Francisco, juntar-se-ão músicos provenientes das Bandas Filarmónicas do concelho de Tomar, que aceitaram o desafio de integrarem alguns dos seus elementos neste momento que procura também a partilha artística e humana.

A banda Quinta do Bill já conta com mais de 30 anos de carreira, sendo nome sonante e indiscutível do folk rock português. Com Carlos Moisés na voz, conta com Cató Calado (guitarra elétrica), Paulo Bizarro (baixo), André Moinho (bateria), Pedro Cruz (teclas e acordeão) e Dalila Marques (violino).

Orquestra de Sopros do Médio Tejo – OSMT&Quinta do Bill. Foto: Simão Francisco

A banda que nasceu pela mão de Carlos Moisés e Paulo Bizarro em 1987, conta com oito álbuns originais editados, que contêm temas que marcam gerações enquanto verdadeiros hinos, caso de “Os Filhos da Nação”, “Voa, voa”, “Se Te Amo”, “Sra. Maria do Olival”, “Menino” e outros.

O lema é “fazer de cada concerto uma grande festa”, o que será de esperar, num espetáculo inédito com participação da Orquestra de Sopros do Médio Tejo ao qual ninguém ficará indiferente.

Este evento surge de candidatura no âmbito dos Lugares Património Mundial do Centro – Rede Cultural 2.0, contando com organização do Município de Tomar e de Contos da Praça.

Conta com financiamento do Centro 2020 / Portugal 2020 / Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome