Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | PSD defende a criação “urgente” de uma incubadora de empresas no concelho

Os vereadores do PSD na Câmara Municipal de Tomar continuam a defender a urgência de criação de uma incubadora de empresas no concelho. O partido, que já havia apresentado propostas que foram aprovadas por unanimidade em 2018 e 2019 sobre esta matéria, afirma que Tomar está “a ficar para trás”, aludindo ainda ao facto de o concelho não integrar a rede de espaços de teletrabalho/coworking, a nível nacional, estabelecida pelo Governo e a qual integram outros concelhos do Médio Tejo, caso de Abrantes, Mação, Ourém, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha.

- Publicidade -

No documento o PSD defende ser ” urgente dar uma oportunidade e apoiar quem quer investir, quem quer criar postos de trabalho e quem quer inovar através de novos negócios”, considerando que “tendo a Câmara espaços disponíveis e como forma de dar uma resposta mais célere a esta necessidade de apoio aos empreendedores, mais uma
vez vimos propor/recomendar que seja criada, o mais rapidamente possível, uma incubadora de empresas em Tomar”.

“Desde o início do mandato e de forma insistente, a bancada do PSD tem defendido a criação de uma incubadora de empresas como forma de apoio ao empreendedorismo. Já dissemos noutras ocasiões que Tomar é dos poucos Municípios de média dimensão no distrito que não tem qualquer estrutura de apoio à criação de empresas”, acusa a vereação social democrata.

- Publicidade -

O PSD afirma que “as incubadoras de empresas têm sido apontadas como atores importantes para o desenvolvimento de empresas e até de regiões tornando-as competitivas. São criadas para facilitar o empreendedorismo, provendo condições mais favoráveis às empresas nascentes, as chamadas Start Ups, até que possam crescer”.

Acrescenta ainda que o Município deveria “proporcionar a todos os que queiram ser
empreendedores, as condições para pensar, criar, desenvolver, expandir ideias e negócios. O objetivo das incubadoras é abrigar empresas por um período de tempo para que possam alcançar a maturidade necessária para a inserção no mercado. Nesse sentido, foram aqui aprovadas por unanimidade propostas apresentadas pelo PSD nas reuniões de 25 de junho de 2018 e 11 de junho de 2019″, recorda, acrescentando que também maio deste ano foi apresentada declaração sobre este assunto e “alertando para o facto de Tomar estar a ficar para trás”, nomeadamente por “não integrar a rede de espaços de coworking da qual fazem parte as autarquias de Abrantes, Mação, Ourém, Vila de Rei e Vila Nova
da Barquinha” e promovida a nível nacional pelo Governo.

“Há a promessa de criação de um espaço destinado a incubadora de empresas no campus do Instituto Politécnico de Tomar, no entanto, este é um projeto que ainda está numa fase embrionária e vai demorar alguns anos até ser concretizada. A este propósito, recordamos que em julho de 2020, a Srª Presidente garantia que, a breve prazo, Tomar teria uma Incubadora de empresas. E anunciava que o município estava a estabelecer uma parceria com uma empresa privada que também tinha interesse na criação de uma incubadora. O que é facto é que até agora não se conhecem desenvolvimentos neste processo”, lê-se no documento.

O PSD termina referindo que “a solução do “Ninho de Empresas de Tomar” aprovado em fevereiro e criado na antiga escola básica da Charneca da Peralva, não vem dar resposta àquilo que são as reais necessidades dos empreendedores e do concelho”.

Recorde-se que em fevereiro deste ano a autarquia deliberou converter a antiga escola primária da Charneca da Peralva em ninho de empresas, disponibilizando três espaços para instalação de empresas, podendo em caso de necessidade utilizar-se um quarto espaço de menor dimensão.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome