Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | PSD “arrasa” Independentes após acordo deste movimento com Partido Socialista

“Independentes que afinal são dependentes”. Foi deste modo que a Comissão Política do PSD de Tomar reagiu ao facto dos Independentes por Tomar decidirem aliar-se ao Partido Socialista nas próximas eleições autárquicas, uma decisão tornada pública em conferência de imprensa por Pedro Marques, líder do grupo Independentes por Tomar(IpT), considerando o PSD que o mesmo “não tem, nem nunca teve, um projeto para Tomar”.

- Publicidade -

Num comunicado enviado às redações, o PSD relembra que “há 1 ano atrás, os IpT assumiram concorrer às eleições autárquicas de 2017, dizendo esperamos que os cidadãos não se continuem a deixar enganar pelos partidos. Constatamos agora que foram os Independentes por Tomar que realmente enganaram os cidadãos!”

Para a Comissão Política, “de independentes, passaram a Dependentes do Partido Socialista, depois de mais de uma década a professar as virtudes dos movimentos independentes e, mais recentemente, a criticar duramente a governação municipal do PS. Recordamos expressões de Pedro Marques como “Anabela Freitas é tempo perdido” ou “Mudança foi para pior”

- Publicidade -

O PSD não acolhe os argumentos invocados por Pedro Marques. “Justificar esta “cambalhota” política com uma alteração no gabinete de apoio à presidência, a qual não teve responsabilidades governativas, é desviar a atenção do que realmente importa: a governação socialista do Município de Tomar mantém-se inalterada desde 2013, e os resultados também não se alteraram, 4 anos de estagnação do nosso concelho”, atestam, acrescentando que “a população não poderá compreender tamanha inversão de posição de um grupo que se dizia independente, quando na verdade renegam todos os princípios e valores que diziam defender durante anos, assim como o “vale tudo” do Partido Socialista que tenta através de estratagemas políticos alcançar o resultado eleitoral que não conseguiram em 4 anos de governação autárquica.

O PSD acrescenta que, em nada esta situação afeta a estratégia que o partido está a delinear para Tomar. “Continuaremos a trabalhar pela nossa terra e para os tomarenses, para apresentarmos equipas e projetos sólidos, sustentados e capazes de devolver a esperança aos tomarenses”, terminam.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome