- Publicidade -

Terça-feira, Dezembro 7, 2021
- Publicidade -

Tomar | PS e PSD debatem apoios a conceder ao Centro de Integração e Reabilitação

Os vereadores do PSD, eleitos para o mandato 2021-2025, defenderam proposta apresentada no anterior mandato pelo então vereador social democrata Luís Ramos, para apoio ao CIRE – Centro de Integração e Reabilitação de Tomar, instituição de apoio a pessoas com necessidades especiais. A proposta, rejeitada por maioria socialista, previa reforço de apoios em obras de requalificação nas instalações mais antigas, fechadas após vistoria técnica que notou a necessidade de intervenções estruturais no edifício, bem como apoio social de suporte de custos de alimentação, bem como subsídio de apoio  proporcional ao valor médio dos apoios prestados às outras escolas por aluno.

- Publicidade -

Anabela Freitas, presidente da CM Tomar, salientou tratar-se de proposta entregue no mandato anterior, pelo então vereador Luís Ramos (PSD), e que não pôde ser agendada na reunião de Câmara seguinte para discussão e votação, tendo agora sido discutida na primeira sessão do novo mandato.

A proposta visava “atribuição ao CIRE de um apoio extraordinário para obras de requalificação das instalações antigas, onde estão as valências de apoio socioeducativo, creche e Centro de Recursos para a Inclusão, bem como de um apoio para suporte dos custos de alimentação semelhante ao apoio às outras crianças que não têm necessidades especiais e um subsídio de apoio, proporcional ao valor médio dos apoios prestados às outras escolas por aluno, para apoio a técnicos especializados e custos administrativos”.

- Publicidade -

A vereadora Lurdes Fernandes (PSD) disse que a proposta tem duas componentes, e que “as instalações em causa são municipais, logo é obrigação da Câmara zelar pela manutenção dos seus edifícios, ainda mais quando são frequentados por crianças e adolescentes, inseridos na escolaridade obrigatória, e agravando a situação, estarmos perante pessoas com necessidades especiais”.

Entendeu ainda ser “necessidade premente de obras que deverão ser apoiadas porque são obras estruturais, que têm que ser feitas conforme as regras, ultrapassando as debilidades que fizeram com que as instalações tivessem que ser encerradas” após vistoria da proteção civil.

Quanto ao apoio aos utentes, referiu que é “uma questão de justiça e equidade, bem como ajudará a colmatar as necessidades” dos jovens em idade escolaridade obrigatória.

“Esta é uma proposta com mérito e que deverá ser aprovada e levada à prática”, defendeu a vereadora social democrata.

Por seu turno, o vereador Hugo Cristóvão (PS) disse ter reunião agendada com o CIRE de Tomar, mas afirmou ser “totalmente abusivo dizer que se as instalações são municipais é ao Município que compete mantê-las. Aliás, isso nunca aconteceu, que eu saiba, ao longo dos 40 anos de existência”.

Deu nota que ainda não se descobriu nos arquivos da autarquia “qualquer deliberação, contrato ou documento sobre aquelas instalações”.

“O que nos interessa é, dentro do possível, como se faz com as demais entidades, colaborar na medida do possível com essas limitações. Estamos a falar de um entidade privada, com características especiais, e por exemplo ao nível dos apoios prestados às crianças estamos a começar a fazer isso a partir deste ano letivo, não só no apoio social, mas também no apoio a atividades. Nunca aconteceu na história do CIRE, mas a partir deste ano letivo está a acontecer e com certeza pode ainda ser reforçado e melhorado”, sublinhou.

A nível das instalações, Hugo Cristovão reforçou que “é uma matéria que vamos ter que ver com mais cuidado, com reuniões, documentos”.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome