Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Novembro 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Primeira reunião do novo executivo “despachada” em 15 minutos

Um quarto de hora. Foi este o tempo em que durou a primeira reunião do novo executivo camarário de Tomar realizada na manhã desta quarta-feira, 25 de outubro. No Salão Nobre dos Paços do Concelho, compareceram a presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas (PS) e os seguintes vereadores: Hugo Cristóvão (PS), Filipa Fernandes (PS), Hélder Henriques (PS), José Delgado (PSD) e Célia Bonet (PSD).

O vereador Luís Ramos (PSD) pediu suspensão de mandato até novembro pelo que foi substituído por Francisco Madureira (PSD), quarto elemento na lista do PSD.

Hugo Cristóvão, Anabela Freitas e Filipa Fernandes Foto: mediotejo.net

A presidente da autarquia, que assume o seu segundo mandato, começou por dar as boas vindas aos eleitos, desejando a todos bom trabalho para os próximos quatro anos. Em seguida, a reunião entrou no período Antes da Ordem do Dia, sendo dada a palavra aos vereadores do PSD. José Delgado, um dos estreantes no executivo camarário.

“O nosso espírito é de participar, de uma forma positiva, naquilo que considerarmos que é estruturante para Tomar e acções que ponham Tomar no desenvolvimento. E seremos críticos naquilo que considerarmos que não é o melhor caminho para Tomar”, disse. O vereador social-democrata acrescentou ainda que “vão apresentar propostas importantes para Tomar” esperando que algumas delas venham a ser aprovadas. “Estaremos aqui tranquilos mas sempre a pensar em Tomar e nos tomarenses”, terminou.

Os vereadores do PSD, Célia Bonet e José Delegado, dois estreantes no executivo camarário de Tomar Foto: mediotejo.net

 

Vereador do PS, Hélder Henriques e vereador do PSD, Francisco Madureira (à direita) que substituiu Luís Ramos dado que este último apresentou a suspensão temporária do mandato Foto: mediotejo.net

Em seguida, e apesar de ser da mesma cor política do anterior interlocutor, a vereadora do PSD Célia Bonet pediu para fazer uma intervenção, tendo falado em seu nome pessoal.

“Ambiciono para Tomar mais crescimento económico e mais empregos. Um serviço público capaz de responder aos cidadãos de forma rápida e inovadora. O nosso projecto não obteve a votação necessária para ser posto em prática mas foi merecedor da confiança de mais de 6800 cidadãos do nosso concelho. Essa confiança exige de mim um total empenho, determinação, responsabilização e lealdade”, disse. Célia Bonet prometeu “trabalhar nos próximos quatro anos com sentido de responsabilidade”, estando determinada a apoiar as iniciativas que beneficiem o concelho, mesmo que apresentadas pelo executivo socialista. “Não contarão, no entanto, comigo para aquilo que penso não servir a nossa terra”, avisou.

Ex- vereadora Sara Costa (na segunda fila, à direita) é a nova chefe de gabinete da Câmara de Tomar Foto: mediotejo.net

O vereador do Partido Socialista, Hugo Cristóvão, chamou a atenção para a documentação distribuída no início da reunião, com procedimentos determinantes para o município ao nível do quadro de apoio comunitário. Também foi distribuído o Regulamento de águas e Saneamento e uma garrafa alusiva aos 80 anos dos SMAS.

Ainda no período antes da Ordem do Dia, o executivo aprovou um voto de louvor à atleta Patrícia Sampaio pela conquista da medalha de bronze nos Mundiais de judo em Zagreb, na categoria de -78 kg.

De resto, todos os 20 pontos constantes da Ordem do Dia foram aprovados sem discussão, se bem que os vereadores do PSD votaram contra a delegação de competências na presidente de Câmara.

Para segunda-feira, dia 20, a partir das 14h30, foi marcada uma reunião extraordinária para discutir a empreitada de requalificação da Av. D. Nuno Álvares Pereira.

A assistir a esta primeira reunião do novo executivo estiveram alguns cidadãos e jornalistas, destacando-se a presença de Sara Costa, ex-vereadora e que foi nomeada Chefe de Gabinete da Presidente da Câmara, substituindo Virgílio Saraiva nestas funções (ver peça distinta).

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome