Tomar: Pedro Marques e João Tenreiro rejeitam cenário de aliança concertada

Edifício dos Paços do Concelho de Tomar. Foto: mediotejo.net

Os vereadores do executivo camarário de Tomar, Pedro Marques (Independentes por Tomar) e João Tenreiro (PSD) rejeitam veemente que exista uma aliança negativa no sentido de paralisar a autarquia, cenário que a CDU apresentou numa conferência de imprensa realizada esta terça-feira, 18 de outubro.

PUB

Já o vereador socialista Rui Serrano, igualmente visado, optou por não se pronunciar sobre o assunto. A CDU considera que “algo de insólito está a acontecer na Câmara de Tomar” referindo que “não alinha em golpes nem jogadas contra os interesses do povo e do município de Tomar”.

img_9730
Executivo camarário de Tomar vive tempos de agitação política Foto: mediotejo.net

Pedro Marques, dos Independentes por Tomar, disse ao mediotejo.net que “a CDU anda muito preocupada com os independentes e parece que ainda vive no tempo do PREC”.

PUB

Acrescenta o vereador que nunca foi motivação paralisar o que quer que seja por parte dos Independentes por Tomar. “Somos sete a decisão é de sete. A CDU está habituada que quando não faz o que quer reage. A CDU, enquanto parceira de coligação, é a co-responsável pela situação a que o concelho chegou e tem sido incapaz de resolver os problemas que, esses sim, paralisaram o concelho. A gestão é deles não é nossa”.

img_9607
Vereadores Pedro Marques (IpT) e Rui Serrano (PS) foram criticados por Bruno Graça (CDU) pela apresentação de propostas que considera inusitadas Foto: mediotejo.net

Para o vereador João Tenreiro, do PSD, esta posição da CDU, que agrega o PSD a outras forças de oposição e ao vereador socialista Rui Serrano “é mais uma infeliz afirmação” dos responsáveis da CDU de Tomar. “Pensamos que o eng. Bruno Graça deveria dirigir as suas críticas ao Partido Socialista uma vez que parece que um dos seus vereadores (Rui Serrano)  não segue a disciplina partidária”, sustenta.

PUB

“Vemos que a CDU vem a público com fait-divers para desviar as atenções do trabalho que não conseguiu fazer uma vez que a sua atuação, enquanto parceiro de coligação, foi um autêntico bluff”, afirma João Tenreiro.

Igualmente contactado pelo mediotejo.net, Rui Serrano optou por não comentar o assunto.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here