- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Tomar | Obras de saneamento prosseguem em Valdonas alargando a 563 habitações

As obras de alargamento da rede de saneamento em Tomar prosseguem, conforme o cronograma da empresa intermunicipal Tejo Ambiente, estando neste momento a proceder-se  à ligação que servirá 563 habitações em Valdonas.

- Publicidade -

A obra “decorre a bom ritmo, com trabalhos de escavação, instalação de caixas de visita, do coletor gravítico, aterro de vala e execução de ramais domiciliários”, refere a empresa.

Esta empreitada abrange as localidades de Carvalheiros, Vale Sastre, Valdonas, Minjoelho, Palaceiros, Casal do Alecrim, Casal dos Matos e Santa Cruz.

- Publicidade -

A empreitada integra “um plano integrado de alargamento das infraestruturas de tratamento de águas residuais que tem vindo a ser concretizado com o apoio do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR)”, detalha a Tejo Ambiente em comunicado.

Refira-se que o investimento da Tejo Ambiente em saneamento no Município de Tomar  ascende os 6,7 milhões de euros, prevendo-se que o concelho passe a ter uma taxa de cobertura de saneamento de 75% após as intervenções em São Pedro, Maxial e Valdonas.

Nestes investimentos incluem-se – além da construção do subsistema de Valdonas – a construção das infraestruturas de saneamento de águas residuais no subsistema de São Pedro que abrange as localidades de Vermoeiros, Bairrada, São Pedro, Coito, Estrada e Beberriqueira, bem como no subsistema de Maxial, albergando as localidades de Algarvias, Juncais de Cima e de Baixo, Charneca do Maxial, S. Miguel e Carvalhal Pequeno.

A construção do subsistema de esgotos de Valdonas e do subsistema de Maxial foi adjudicado à Lena, Engenharia e Construções S.A. Já a empreitada de saneamento de águas residuais do subsistema de São Pedro, na localidade do Coito, ficou entregue à empresa TECNORÉM.

NOTÍCIA RELACIONADA:

Tomar | Obras de saneamento custam 6,7 ME e vão começar em São Pedro, Valdonas e Maxial

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome