Domingo, Fevereiro 28, 2021
- Publicidade -

Tomar | Obras de saneamento arrancam este trimestre em investimento de 6,7 ME

As obras de saneamento vão arrancar em Tomar, por via da empresa intermunicipal Tejo Ambiente, durante este trimestre, com intervenções previstas em Maxial, São Pedro e Valdonas, representando um investimento de 6,7 milhões de euros. Os contratos de empreitada foram assinados a 21 de janeiro, nos Paços do Concelho.

- Publicidade -

Prevê-se o arranque da empreitada de construção do subsistema de esgotos de Maxial,  adjudicada à empresa LENA, Engenharia e Construções S.A. pelo valor de 2.361.669,70€ + IVA, com o prazo de execução de 365 dias. Em nota de imprensa da Tejo Ambiente, refere-se que a intervenção no subsistema do Maxial “vai garantir o saneamento às localidades de Algarvias, Juncais de Cima e de Baixo, Charneca do Maxial, S. Miguel e Carvalhal Pequeno”, sendo que serão executados 681 ramais.

Quanto a São Pedro, a empreitada de beneficiação do saneamento de águas residuais do subsistema de São Pedro foi adjudicada à TECNORÉM, Engenharia e Construções S.A. pelo custo de 2.397.283,28€ + IVA, sendo que a obra terá um prazo de execução de 365 dias.

- Publicidade -

Visa esta intervenção “garantir o saneamento às populações das localidades de Vermoeiros, Bairrada, São Pedro, Coito, Estrada e Beberriqueira”, sendo executados 585 ramais.

Já a empreitada de construção do subsistema de esgotos de Valdonas foi adjudicada à LENA, Engenharia e Construções S.A. pelo custo de 1.928.032,47€ + IVA, com um prazo de execução de 365 dias. “A intervenção vai beneficiar as localidades de Carvalheiros, Vale Sastre, Valdonas, Minjoelho, Palaceiros, Casal do Alecrim, Casal dos Matos e Santa Cruz”, com execução de 485 ramais.

A empresa TUU Building Design Management, Lda será responsável pela fiscalização e coordenação de segurança destas empreitadas, segundo informação da Tejo Ambiente – Empresa Intermunicipal de Ambiente do Médio Tejo.

A assinatura dos contratos contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, em representação do Conselho de Administração da Tejo Ambiente a que, aliás, preside, acompanhada dos membros da Direção Executiva da Tejo Ambiente, e dos representantes das empresas que vão realizar as obras no Município de Tomar.

Recorde-se que a Tejo Ambiente tem 22 projetos aprovados, no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), com vista à ampliação da rede de saneamento básico nos seis concelhos da sua área de intervenção: Tomar, Ourém, Mação, Ferreira do Zêzere, Vila Nova da Barquinha e Sardoal.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).