Tomar | Município avança com Mostra de Frutos Secos em outubro

Depois de ter optado pelo cancelamento da edição de 2020 da Feira de Santa Iria, que se realiza todos os anos em outubro, sendo o principal certame por terras nabantinas, o Município de Tomar anunciou a realização de uma Mostra de Frutos Secos entre os dias 16 e 24 de outubro, que dá seguimento à tradicional Feira das Passas.

PUB

Esta feira acontece habitualmente integrada na Feira de Santa Iria, e é o momento para produtores locais escoarem os seus frutos secos, doçaria e bolos secos tradicionais e típicos da época.

O certame vai decorrer nos dias 16, 17, 23 e 24 de outubro, no espaço envolvente ao Mercado Municipal. A Mostra de Frutos Secos decorrerá no horário das 7:00 às 14:00 às sextas-feiras, e das 7:00 às 16:00 aos sábados.

PUB

O evento destina-se preferencialmente aos produtores do concelho de Tomar, que devem fazer a sua inscrição entre os dias 14 e 30 de setembro, no Gabinete de Economia Local Mercados e Feiras, na Rua Gil Avô, nº 16 (por trás dos Correios).

Mostra de Frutos Secos regressa a Tomar em outubro. Foto: DR

PUB

Hélder Henriques (PS), vereador com o pelouro dos Mercados e Feiras, já havia dado conta há algumas semanas que se estavam a estudar os moldes em que se poderia realizar esta iniciativa, garantindo segurança e cumprimento das normas de saúde, e vai mesmo acontecer nas imediações do Mercado Municipal e durante dois fins-de-semana.

No final de julho, aquando a decisão sobre o cancelamento da Feira de Santa Iria, o vereador já havia dado conta da hipótese de promover este encontro com os produtores locais, proporcionando a venda de frutos secos e derivados.

Os produtores devem inscrever-se no Gabinete de Economia Local, Mercados e Feiras a partir de 14 de setembro. A Mostra de Frutos Secos decorrerá nos mesmos moldes em que funciona a Feira das Passas durante o período da Feira de Santa Iria.

Recorde-se que este ano não haverá Feira de Santa Iria, após aprovação de proposta pelo executivo da Câmara Municipal, no sentido de cancelar a edição de 2020 devido ao atual contexto de pandemia de covid-19.

PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).