Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Município apresenta projeto pioneiro no Portugal Smart Cities Summit

O município de Tomar vai apresentar um projeto pioneiro no Portugal Smart Cities Summit, na FIL (Parque das Nações), no próximo dia 23 de maio. A candidatura foi apresentada no âmbito da eficiência energética e iluminação pública, mas o caderno de encargos foi mais ambicioso e inclui uma rede de monitorização a vários níveis que abrange o concelho inteiro.

- Publicidade -

O tema surgiu na última reunião do executivo camarário e a presidente da autarquia, Anabela Freitas (PS) referiu ao mediotejo.net que o projeto é inovador na medida em que as experiências piloto realizadas até à data apenas abrangiam zonas pequenas. No caso de Tomar, engloba todo o concelho e as ações não se limitam à mudança total das lâmpadas tradicionais para LEDs.

A presidente da câmara municipal destacou a instalação de uma rede em todo o território tomarense que permite a monitorização da qualidade do ar, da água do rio Nabão, do risco de cheias e dos roubos de água nas bocas de incêndio. Os pormenores são apresentados no Portugal Smart Cities Summit, a maior conferência nacional dedicada às cidades do futuro, que se realiza na FIL (Parque das Nações) entre os dias 21 e 23 de maio.

- Publicidade -

A adjudicação do contrato de gestão de eficiência energética à Ferrovial Serviços, S.A., pelo valor de 10.971.146,92€ (com IVA incluído), foi aprovada por unanimidade e, segundo a presidente, o investimento envolvido não é suportado pela autarquia.

“Nós pagamos cerca de um milhão de euros por ano de iluminação pública e com a poupança que vamos ter com a introdução dos LEDs, uma parte vai para a empresa pagar o seu investimento e o resto é do município”.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Era interessante saber qual a percentagem de distibuição das poupanças entre Municipio e a empresa que vai fazer o investimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome