- Publicidade -

Quinta-feira, Janeiro 27, 2022
- Publicidade -

Tomar | Munícipes vão à câmara reclamar conclusão de obras e mais transportes escolares

Foram vários os munícipes que se inscreveram para falar na reunião pública do executivo camarário de Tomar realizada na segunda-feira, 5 de fevereiro.

- Publicidade -

Deste modo, começou por intervir o munícipe Eduardo Salavisa, residente na Rua Quinta do Suímo, Sabacheira, questionando o ponto de situação relativo a uma obra que os SMAS – Serviços Municipalizados de Água e Saneamento fizeram mas que, segundo o mesmo, não concluíram, tendo ficado a via sem betão, tornando o acesso impossível a quem ali circule. A esposa do munícipe juntou-se à intervenção, pretendendo saber quando é que vai ser colocado o tapete betuminoso na via onde andaram a fazer obras.

Sobre esta matéria, a presidente da câmara, Anabela Freitas (PS), explicou que houve necessidade de renovar o contrato continuado de fornecimento de massas betuminosas pelo que a intervenção atrasou-se. No entanto, adiantou que a obra está projetada para ser feita em breve.

Munícipe Susana Alves, moradora no Suímo, fez uma exposição acerca da falta de transportes escolares Foto: mediotejo.net
- Publicidade -

Já a munícipe Susana Alves fez uma intervenção para se referir aos transportes escolares, explicando que a sua educanda não tem transporte escolar, tendo que ser ela a deslocar-se 13 quilómetros para vir buscar a filha à escola e que o transporte que deveria ser assegurado à quinta feira à hora do almoço não tem funcionado.

O vereador da Educação, Hugo Cristóvão, respondeu à munícipe afirmando que, pelo que conhece, desde janeiro que este transporte está a ser providenciado à quinta feira à hora de almoço. O vereador referiu que “é impossível responder a todas as situações individuais”, sendo que à quinta feira foi providenciado autocarro para transportar esses alunos.

- Publicidade -

“Não temos forma legal de obrigar a Rodoviária a providenciar esse transporte sendo que o que está articulado é acautelar esse transporte para as tardes”, explicou.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome