Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Mulher deitou cachorros recém-nascidos ao lixo, processo seguiu para o Ministério Público

Uma mulher foi denunciada por populares, em Tomar, após ter colocado num contentor seis cachorros recém-nascidos, fechados num saco de lixo. A situação foi denunciada à PSP, que logo recolheu os animais e a mãe, uma cadela cruzada de Labrador, que acabou por parir mais três depois do resgate. Os animais encontram-se à guarda da APAT – Associação Protetora dos Animais de Tomar, no canil do município. O processo seguiu para o Ministério Público, avançou fonte da PSP.

- Publicidade -

Tal terá ocorrido no sábado, dia 28 de setembro, durante a tarde. Segundo fonte da PSP, populares terão estranhado o ruído e terão detetado a situação, alertando por isso as autoridades. Chegando ao local, a PSP “foi de imediato buscar a cadela, que logo amamentou os cachorros”, seguindo-se o resgate.

A cadela resgatada com os cachorros já nas instalações do canil municipal e ao cuidado da Associação Protetora dos Animais de Tomar. Fonte: APAT

- Publicidade -

A cadela deu entrada no canil de Tomar, à guarda da APAT – Associação Protetora dos Animais de Tomar, e segundo Lília Vicente, vice-presidente daquela associação, além dos seis cachorros, pariu mais três, tendo um deles acabado por morrer.

Lília Vicente referiu que, apesar do crime praticado pela denunciada, os 8 bebés e a mãe “estão bem”, esperando que as entidades competentes atuem no sentido de punir os maus tratos e impedir que volte a ter animais no futuro.

A associação faz agora apelo para angariar “ração e desparasitantes para cachorros e patês para fortalecer as mães” uma vez que deram entrada no canil, enquanto Centro de Recolha Oficial, outras cadelas “recolhidas na rua, pelo município, perto do final de gestação” tendo a APAT ao seu cuidado mais de 43 cachorros.

A APAT tem no momento mais de 40 cachorros ao seu cuidado, apelando à generosidade de todos os que queiram contribuir com alimentação júnior, desparasitantes e patês. Foto: APAT

O canil “está sobrelotado”, mas ao recolher estas cadelas gestantes consegue evitar que os animais proliferem na rua em situação de abandono.

O objetivo final é que, após os dois meses e o desmame, os cachorros sigam para adoção, sendo que tal deverá acontecer nas próximas campanhas promovidas em parceria com o Município de Tomar.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome