Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | ‘Movimento Independente Pensar Olalhas’ candidata-se à junta de freguesia

Pedro Miguel Almeida, 51 anos, é motorista na Câmara Municipal de Tomar. Reside há cinco anos na freguesia à qual se candidata para gerir os destinos nos próximos 4 anos, tendo 30 anos de ligação à mesma e ao seu movimento associativo. Encabeça o recém-criado Movimento Independente Pensar Olalhas, pretendendo mudar o rumo daquela freguesia que tem sido gerida ao longo dos últimos anos pelo PSD. Pedro Almeida candidata-se para “fazer a diferença por uma Olalhas melhor”.

- Publicidade -

Caracteriza-se como um “homem simples e humilde e que teve a escolaridade que a vida lhe permitiu ter, mas que sempre lutou por aquilo em que acredita e que de forma honesta foi conquistando aquilo que tem”, referindo que é “amigo do amigo, pai de três filhos e avô de um neto”.

Segundo o movimento, o objetivo é “liderar a freguesia de Olalhas num novo rumo, honrando o passado, perspetivando o futuro, numa lógica de proximidade ao cidadão” tornando-a uma “freguesia ativa, inclusiva e moderna”, e privilegiando valores como a honestidade, humildade e integridade”.

O Movimento Pensar Olalhas nasceu em 2021 “enquanto movimento independente, livre e abrangente. Movimento de cidadania, onde estão pessoas de todas as origens, de todas as idades”, estando assente em “três pilares: sustentabilidade, cultura e coesão social”.

Nas prioridades desta força constam diversos eixos, sendo que na Ação e Coesão social, defende “a criação de uma creche na freguesia; aumentar a rede de equipamentos e apoios à terceira idade com apoio às IPSS; projetos de apoio e intervenção comunitária; parcerias com entidades de apoio à população”.

No que toca à Educação, pretende “desenvolvimento de programas de combate ao abandono e insucesso escolar; melhorar e requalificar o parque escolar; rentabilizar os espaços escolares fora dos períodos letivos; apoiar e criar um programa de atividades de tempos livres e de formação para as famílias; criar um gabinete de apoio às famílias; promover o reconhecimento escolar dos melhores alunos da freguesia”.

Pedro Miguel Almeida encabeça o recente movimento independente por Olalhas. Foto: MPO

No eixo da Mobilidade e infraestruturas, defende a “criação de um plano geral de pavimentações e retificações de traçados de caminhos municipais; criação de parcerias com as operadoras de forma a amplicar a cobertura de rede móvel, internet e tv”.

Já na Cultura, tem o objetivo de “apoiar atividades associativas através de protocolos e programas de incentivos; criação de espaços/locais de animação e divulgação cultural com a criação de um espaço multiusos; apoiar os festivais culturais e tradicionais; potenciar e explorar a rota das águas e cascatas; criar alojamento local de forma a promover o intercâmbio de grupos de jovens, desportivos, culturais e religiosos”.

O Movimento Pensar Olalhas não esquece ainda o turismo, pretendendo “promover e aumentar a oferta turística e de alojamento local; apostar no redimensionamento das nossas festas, feiras e romarias; dinamizar os trilhos das cascatas e a rota das águas”.

Quanto à Segurança e Proteção Civil, o projeto encabeçado por Pedro Almeida quer “promover junto das entidades competentes o reforço nos serviços de vigilância ativa nos períodos de verão; promover ações de formação e informação com as entidades competentes na área da segurança e proteção civil”.

Rui Lopes, candidato do PSD à Junta de Olalhas, e Hugo Cristóvão, presidente da Concelhia do PS de Tomar, junto de Pedro Almeida. Foto: MPO

Também no Desporto e lazer, surgem propostas como “promover uma política desportiva nas diferentes classes etárias e na população; apoiar o associativismo desportivo; desenvolver parcerias para a criação de projetos de turismo, no desporto e na saúde; renovar e requalificar as zonas ribeirinhas de forma a criar condições de segurança para a prática desportiva”.

Por fim, defende um conjunto de medidas na área do Ambiente, nomeadamente “desenvolver políticas de controlo da melhoria do ar, da água , dos resíduos, da energia e dos espaços florestais; promover o alargamento da reciclagem e recolha seletiva dos resíduos; realização de ações de sensibilização e educação ambiental; negociação de um plano de implementação de rede de saneamento na freguesia; promoção de ações de prevenção e sensibilização para a limpeza e desmatação dos terrenos”.

“Acreditamos que a nossa freguesia tem capacidade para ser impulsionadora de novas dinâmicas que visem a promoção de igualdade de oportunidades para a população em geral”, termina o cabeça de lista do Movimento Pensar Olalhas.

O CDS-PP e elementos da Coligação “Tomar, Queremos Responder” estiveram presentes na apresentação da candidatura do Movimento Pensar Olalhas, que apoiam. Foto: MPO

Na sessão de apresentação da candidatura, no início de agosto, estiveram presentes o atual presidente da Junta de freguesia de Olalhas Jorge Rosa (PSD) e o novo candidato que entra na corrida à freguesia pelo PSD, Rui Lopes.

Como já haviam anunciado, o PS e o CDS-PP apoiam esta candidatura independente à freguesia, e nesse sentido estiveram ainda presentes Hugo Cristóvão, presidente da Concelhia do PS, João Martins, presidente da Concelhia do CDS-PP e Fernando Caldas Vieira, candidato pela Coligação do CDS-PP com MPT e PPM “Tomar, Queremos Responder” à Câmara de Tomar, entre outros.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome