Tomar | Morreu Totói, uma lenda do União de Tomar

Morreu o antigo jogador e treinador de futebol António Eduardo Fortes (Totói), uma lenda do centenário clube União Futebol Comércio e Industria de Tomar. Foto: UFCIT

Morreu o antigo jogador e treinador de futebol António Eduardo Fortes (Totói), uma lenda do centenário clube União de Tomar. Totói nasceu em Mindelo (S. Vicente), Cabo Verde, e morreu na sexta feira, dia 3 de julho, aos 81 anos, no hospital de Tomar. Totói (13-11-1938 – 03-07-2020) integrou a equipa que nos anos 60 levou o U. Tomar à 1ª divisão nacional e esteve ligado ao clube e à cidade templária desde 1964. Os tomarenses consideravam-no como uma das suas figuras de referência, tendo recebido a Medalha Municipal de Mérito, Grau Ouro, a 1 de março de 2019, Dia da Cidade de Tomar.

PUB

O clube de Tomar, presidido por Abel Bento, publicou ainda na sexta-feira uma nota de pesar a dar conta de que “a família unionista ficou mais pobre com o falecimento do nosso grande atleta António Fortes, mais conhecido no mundo do futebol por “Totói”. Ficará sempre um grande agradecimento por tudo o que fez pelo União Tomar. Muito obrigado por tudo mister!”, escreveu a direção do U. de Tomar, expressando “para a sua família, os mais sinceros sentimentos neste momento difícil”.

O velório vai decorrer às 11:00 deste domingo, dia 5 de julho, na Igreja Santa Maria dos Olivais. No mesmo local decorrem as cerimónias religiosas, às 14:00, seguindo depois para o cemitério de Marmelais.

PUB

António Eduardo Fortes, ou Totoi, como era conhecido “desde miúdo em Cabo Verde”, onde nasceu, é parte integrante do centenário “património” do clube tomarense, sendo uma presença assídua nos jogos ou sempre que solicitavam a sua colaboração.

A Câmara Municipal Medalha Municipal de Mérito, Grau Ouro, no dia 1 de março de 2109 foi atribuída a António Fortes (Totói). Foto arquivo: mediotejo.net

Totói chegou a Tomar no início da década de 1960, depois de ter sido descoberto por tomarenses quando jogava em Peniche. “Em 1963/64 subimos à segunda divisão. Mantivemo-nos uns anitos na segunda divisão e depois, em 68/69, subimos à primeira. Depois o União contratou bons jogadores. Passaram por Tomar muito bons jogadores”, como Conhé, Faustino, Kiki, Manuel José, Rui Águas, Bolota, Camolas, entre outros.

PUB

“Essas equipas todas (FC Porto, Sporting) chegavam aqui e era difícil ganhar, e naquela altura era espetacular”, contou Totoi à Lusa, por ocasião do centenário do clube, em 2014.

Esses tempos de glória (seis épocas na primeira divisão, até 1975/76) aconteceram antes da chegada (1977/78) de Eusébio, que havia sido “estrela” do clube de eleição de Totói, o Benfica.

António Fortes ‘Totói’´foi jogador e treinador e representou, além do União de Tomar, clubes como o Farense, o Lusitano de Évora, Tramagal Sport União, Peniche, Fátima, Marrazes e Matrena, tendo encetado depois uma carreira de treinador em vários clubes da região.

Ao serviço do União de Tomar, António Fortes ‘Totói’ sagrou-se Campeão Nacional da III Divisão (1964-65), tendo também integrado a equipa que conquistou a subida à I Divisão Nacional (1967-68), tendo jogado na I Divisão com o emblema do clube tomarense nas épocas de 1968-69, 1969-70 e 1971-72.

A equipa do jornal mediotejo.net endereça à família de Totói os mais sentidos pêsames.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here