Tomar | Moradores queixam-se de maus cheiros provocados por Fábrica de álcool na Longra

Uma moradora da Longra, na União de Freguesias de Madalena/Beselga, participou na última reunião de câmara pública para reclamar de uma situação de alegados maus cheiros provocados por uma fábrica de álcool que está há muitos anos instalada naquela localidade. “Insuportável, imundo, é um cheiro que nos queima a todos por dentro… não podemos andar na rua nas nossa tarefas, nem fazer uma caminhada, eu nem sei como as pessoas vivem ali e se calam”, referiu Lizete Lopes visivelmente agastada com a situação.

PUB

A munícipe conta que já contactou uma entidade de proteção do ambiente, que lhe respondeu que “a culpa foi de quem passou a licença da fábrica”. Para a munícipe, esta licença seria “para queimar passas e o bagulho do vinho e não para fazer o que estão a fazer, a queimar resíduos”. Considera que situação se torna mais grave para a saúde pública uma vez que ali perto funciona uma escola.

A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, explicou que a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) foi notificada para agir, ou seja, fazer um auto de contra-ordenação, de forma a que seja detetada a origem do cheiro, frisando que não compete à câmara fazer a fiscalização.

PUB

A autarca sublinhou que a APA deve vir ao local e “de uma vez por todas tratar o que tem a tratar”. A autarca defendeu ainda que “existem lugares para casas e existem as zonas industriais para as fábricas”, lugares específicos para este tipo de indústrias, sublinhando que não foi este executivo que passou a licença.

PUB
PUB
Elsa Ribeiro Gonçalves
Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).