- Publicidade -

Tomar | Mata Nacional dos Sete Montes reabre este sábado com restrições

A Mata Nacional dos Sete Montes vai reabrir este sábado, dia 16 de maio, mas, devido à pandemia de covid-19, o acesso estará sujeito a condições especiais de permanência e utilização definidas pelo ICNF, entidade que responsável pelas matas nacionais. Segundo informação divulgada pela Câmara Municipal de Tomar, “será possível passear ou correr nos caminhos do interior da cerca, bem como andar de bicicleta, mas não permanecer parado no seu interior nem utilizar qualquer dos equipamentos ali existentes”.

- Publicidade -

O horário de abertura definido é das 9 horas às 18h30, com a última entrada a ser permitida às 18 horas. O acesso é limitado a pessoas sozinhas ou grupos inferiores a dez elementos, sendo que “todos os utentes e visitantes deverão respeitar as normas de afastamento social e demais indicações da Direção Geral de Saúde”.

Por outro lado, “será apenas permitido o acesso pedonal através dos caminhos existentes da Mata, e nos quais não será permitido parar”.

- Publicidade -

Entre as restrições consta a interdição de atividades organizadas no interior da Mata, independentemente do número de participantes, estando também interdita a utilização dos equipamentos e mobiliário de apoio, nomeadamente dos bancos, mesas e instalações sanitárias.

“Também o equipamento do parque infantil, que é responsabilidade direta do Município, será vedado para assegurar o impedimento da sua utilização”, lê-se na mesma informação.

Quanto ao acesso ao espaço com animais de companhia, refere-se que “é proibida a entrada e permanência de animais sem trela, devendo estes circular apenas junto ao seu dono (até um metro de distância), sendo ainda obrigatório que os seus donos apanhem os respetivos dejetos e os coloquem em recipientes para o efeito ou de lixo indiferenciado”.

Recorde-se que a Mata Nacional dos Sete Montes foi encerrada ao público após o decretar de Estado de Emergência nacional, a 18 de março, e por motivos de saúde pública devido à pandemia de covid-19.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -