- Publicidade -

Tomar | Maratona tecnológica de 24 horas “CityHack” no Complexo da Levada

Tem lugar nos dias 2 e 3 de junho, sábado e domingo, no Complexo da Levada, em Tomar, a segunda edição do CityHack, uma maratona tecnológica de 24 horas promovida pelo Instituto Politécnico de Tomar e pelo Município de Tomar.

- Publicidade -

A iniciativa destina-se a estudantes de ensino superior sendo que o objetivo passa por responder a problemas reais e encontrar soluções tecnológicas para a melhoria da qualidade de vida nas cidades, em áreas como: Saúde&Bem-Estar; Turismo&Cultura. Mobilidade, Eficiência Energética, Economia Local, Associativismo e Ação Social.

Puderam candidatar-se  – até ao dia 27 de maio – equipas de 3 a 5 elementos, que fossem alunos de Universidades e Institutos Politécnicos nacionais, em que pelo menos dois sejam oriundos de áreas tecnológicas. A equipa poderá incluir um elemento que não frequente o ensino superior.

- Publicidade -

As soluções apresentadas pelas equipas que serão sempre apoiadas por mentores, profissionais especialistas nas respetivas temáticas, serão avaliadas por um júri que irá analisar a integridade, eficiência, eficácia e a qualidade do projeto.

As equipas vencedoras irão receber prémios monetários no valor de 3500€ bem como diversos prémios oferecidos por alguns dos patrocinadores desta edição.

Citado numa nota de imprensa, Eugénio Pina de Almeida, presidente do Instituto Politécnico de Tomar, refere que “é com enorme satisfação que nos associamos à promoção da segunda edição desta maratona tecnológica, um evento que consegue juntar em Tomar estudantes de ensino superior, oriundos das mais variadas zonas do país tendo como foco a procura de soluções para problemas concretos, sendo de realçar as inúmeras empresas e entidades que se quiseram associar a este evento, reflexo do patamar de qualidade em que foi colocado”.

“Depois do êxito da edição inaugural, esta será mais uma oportunidade para que a cidade templária demonstre que continua aberta ao futuro e preparada para articular da melhor maneira o seu legado patrimonial com os novos desafios do mundo em que vivemos, revelando igualmente a importância da relação cada vez mais profunda entre o Município e o Instituto Politécnico”, complementa Anabela Freitas, presidente da Câmara Municipal de Tomar, citada na mesma nota de imprensa.

No plano da responsabilidade social, a comissão organizadora deste Hackaton, alunos do curso de mestrado em Engenharia Informática – Internet das Coisas do IPT, associou-se à Cáritas de Tomar, para uma campanha de recolha de alimentos, em que todos os participantes do City Hack serão convidados a participar.

A edição deste ano conta ainda com o apoio de empresas e entidades como a Critical Software, Noesis, Outsystems, SoftInsa, Banco Santander, Compta, Extreme, Maxicópia, Tagus Valley, Bons Sons, Next Solution e Tuk Lovers.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -