- Publicidade -
Terça-feira, Dezembro 7, 2021
- Publicidade -

Tomar | Maratona tecnológica CityHack apresentou soluções de impacto social

A cidade de Tomar acolheu nos dias 11 e 12 de maio a terceira edição da maratona tecnológica CityHack, este ano vocacionada para soluções a desafios com impacto social, como o envelhecimento ativo, a integração dos refugiados e migrantes nas sociedades de acolhimento, o bem-estar das crianças e jovens, pessoas com necessidades especiais e minorias, bem como a transformação sustentada do mercado de trabalho.

- Publicidade -

Promovida pelo Instituto Politécnico de Tomar e pelo município de Tomar, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito do projeto Hack for Good, a maratona tecnológica de 24 horas juntou no Complexo da Levada 84 jovens, num total de 17 equipas, oriundas de 15 instituições de ensino superior e de 27 cursos diferentes.

A cidade de Tomar acolheu nos dias 11 e 12 de maio a terceira edição da maratona tecnológica CityHack, este ano vocacionada para soluções a desafios com impacto social. Foto: IPT

- Publicidade -

O evento apresentou este ano a novidade de não utilizar qualquer tipo de plástico e promoveu ainda a recolha de equipamento tecnológico obsoleto feita em parceria com uma empresa certificada, tendo as atividades inerentes ao CityHack 2019 sido orientadas em concordância com os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

1.º lugar – Equipa EcoThinking (Instituto Superior Técnico). Foto: IPT

O júri, constituído pelos parceiros tecnológicos do evento e pelas instituições organizadoras anunciou no domingo as equipas vencedoras:

– 1.º lugar – Equipa EcoThinking (Instituto Superior Técnico)

Projeto EcoThinking Project: Um projeto que tem em mente a economização e gestão energética de uma casa. Com a EcoThinking será possível gerir de forma fácil e prática o consumo energético de uma habitação ou empresa, fornecendo dicas e recomendações de modo a que o cliente consiga atingir os objetivos energéticos (custo mensal) propostos por ele mesmo.

2º Lugar – Equipa: Kozaks (Instituto Superior de Engenharia de Coimbra e Sumy State University – Ukraine)

Projeto Get Stronger 3D Game: é um jogo educacional virado para as crianças com idade de 5 a 9 anos. O objetivo principal do jogo é mudar o modo de pensar das crianças em relação à alimentação e impor de uma maneira simples e mais ilustrativa do que descritiva o bom de uma alimentação saudável e o mau de uma alimentação desequilibrada.

3º Lugar –Equipa: Banana da Madeira (Instituto Politécnico de Tomar)

Projeto: Volunteer Verse – For Volunteering : Plataforma que faculta um acesso transparente e personalizado a todos os utilizadores, das campanhas realizadas pelas Instituições da região, de acordo com os seus interesses, podendo anunciar a sua intenção de participar e recebendo em troca a respetiva valorização. Desta forma, tanto as instituições de cariz social, os potenciais voluntários e as instituições patrocinadoras poderão inscrever-se na plataforma e anunciar os seus interesses procurando benefício mútuo, seja através de visibilidade e representação para as patrocinadoras, colaboração para as instituições ou benefícios e construção de currículo para os voluntários

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome