Tomar | Lurdes Fernandes é a primeira mulher a conquistar a concelhia do PSD (c/vídeo)

O PSD de Tomar tem uma nova líder: Lurdes Fernandes (Lista D) foi eleita na noite de sábado, 5 de maio, derrotando o candidato da lista A, António Lourenço dos Santos. É a primeira mulher a conquistar a concelhia Social-Democrata de Tomar.

PUB

As eleições foram bastante participadas, sendo que dos 305 militantes com capacidade de voto, participaram 229. A lista de Lurdes Fernandes obteve 117 votos, enquanto a lista de António Lourenço dos Santos ficou-se pelos 105 votos. Houve ainda cinco votos em branco e dois nulos. Os resultados foram anunciados por José Delgado, presidente da mesa da assembleia-geral, pouco depois das 22 horas na presença de alguns militantes que ainda se encontravam na sede do PSD. Sucede no cargo a João Tenreiro.

Lurdes Fernandes, momento após ter sido anunciada a vitória pelo presidente da mesa da assembleia José Delgado Foto: mediotejo.net

A nova líder do PSD de Tomar salientou aos presentes que “o trabalho começa hoje” sendo que ainda bem que as eleições foram participadas desta forma porque quem ganha é o PSD. “Queremos que o PSD seja forte. Queremos implementar a estratégia que definimos e agregar todos os contributos também junto da sociedade civil”, referiu, apelando a que todos trabalhem em conjunto.

PUB

Lurdes Fernandes disse ao mediotejo.net que estava feliz com esta vitória. “Sinto-me bastante entusiasmada pelo desafio que vamos ter pela frente nos próximos dois anos. Queremos fazer um trabalho que valha a pena e que o PSD venha a ganhar assim como o concelho de Tomar”, disse, acrescentando que estas eleições levaram a que muitos militantes se voltassem a reaproximar da concelhia.

António Lourenço dos Santos cumprimenta Lurdes Fernandes após o resultado das eleições Foto: mediotejo.net

Os pontes fortes da sua lista passam pela proximidade e implementar no terreno ideias que construam uma estratégia para o concelho e ainda aumentar uma participação ao nível distrital, indo junto da sociedade civil obter ideias e propostas. Para os militantes, deixa uma mensagem: “Venham junto de nós que nós que nós também vamos juntos eles. Estamos disponíveis para dialogar, para os ouvir e trabalhar em conjunto. Venham que nós queremos construir um PSD mais interventivo”, disse.

PUB

Quem é Lurdes Fernandes

Maria de Lurdes Ferromau Fernandes, 52 anos, natural de Abrantes mas sempre residiu em Tomar. Casada, mãe de dois filhos, avó de dois netos. Diz que é “alguém que se relaciona bem com as outras pessoas”.

Licenciada em Economia pela Universidade Nova de Lisboa. É uma pessoa madrugadora, os seus hobbies passam por caminhadas, gostando também de visitar pessoas em lares e hospitais. É Técnica Superior no Instituto de Emprego, atualmente no Instituto de Emprego de Torres Novas.

“Faço uma ligação com pessoas que estão numa situação de procura de 1.º emprego ou em situação de desemprego”, explica. Após tirar o curso, começou a dar aulas e mais tarde saiu para fazer um estágio no Ministério da Indústria, mas como este era em Alcanena agarrou a oportunidade de uma vaga no Centro de Emprego de Tomar para pessoas com formação em Economia.

Começou por trabalhar na área da Gestão e aos 25 anos passaram-lhe a gestão do Centro de Emprego para as mãos. Um desafio que aceitou quando já era casada e mãe de dois filhos. Ali ficou três anos e, entretanto, foi para o Centro de Formação de Tomar por opções de natureza política. Trabalhou na área financeira, foi chefe de serviço e foi nomeada diretora da Estrutura mais alargada, Centro de Emprego e Formação do Médio Tejo onde esteve três anos.

Entrou na política quase há 20 anos, através do antigo presidente de Junta de São Pedro, António Vicente para integrar o executivo da junta onde esteve três mandatos. Seguiu-se mais um mandato agora enquanto presidente de junta, estando neste momento no seu segundo mandato.

António Paiva, ex- presidente da Câmara de Tomar, fez com que se aproximasse ainda mais da política. Gosta de andar no terreno, junto das pessoas, tentando-se inteirar-se dos assuntos.

“Vejo a política como intervenção. Como a capacidade de intervir e agregar pessoas. Não me motiva a política só pela política, mas pelo facto de podermos fazer algo para melhorar a vida de alguém”, atesta, gostando de um bom desafio.

Descreve-se como uma pessoa positiva, determinada, não desiste facilmente dos objetivos que estabelece nem que levem tempo a concretizar. Não costuma dar muita importância ao que os outros dizem, mas diz que é importante saber ouvir os outros
porque há sempre pessoas com boas ideias, embora admita ser teimosa com as suas convicções. “Não me tenho dado mal”, atesta.

A decisão de se candidatar à presidência da concelhia do PSD foi pensada por considerar que tem que se revitalizar o concelho, sendo esta a melhor altura para avançar, criticando a atual gestão PS. O seu lema de vida passa por contribuir para o bem comum. “Fico feliz com a felicidade dos outros”, conclui.

Tomar — Lurdes Fernandes vence concelhia do PSD / Entrevista

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 5 de Maio de 2018

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here