- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Tomar lidera “Portugal City Brand Ranking” na região do Médio Tejo

Dos 13 municípios do Médio Tejo, Tomar é o que ocupa a melhor posição (53º) no ranking do “Portugal City Brand Ranking”, um estudo produzido pela Bloom Consulting e que avalia a performance de marca dos 308 municípios portugueses, nas áreas do Turismo, Negócios e Talento. Se Tomar é o melhor concelho para viver e visitar, segundo a agência, Ourém lidera na área de negócios.

- Publicidade -

Através dos dados divulgados pelo estudo “Portugal City Brand Ranking”, foi ainda possível perceber que a maior subida geral pertence a Alcanena (172º), que conseguiu escalar 24 lugares face ao ano passado, enquanto o maior tombo vai para Mação, que caiu 10 lugares. Na generalidade, a maioria dos concelhos melhorou as suas posições – Abrantes (+8), Alcanena (+24), Constância (+5), Ferreira do Zêzere (+6), Ourém (+6), Sardoal (+3), Sertã (+12), Tomar (+1), Torres Novas (+5), Vila de Rei (+10) e Vila Nova da Barquinha (+6) – à exceção de Entroncamento (-4) e Mação (-10).

Já ao nível de “negócios”, a melhor posição é ocupada por Ourém (63º) e a pior por Sardoal (297º). No que à secção “visitar” diz respeito, destaca-se, positivamente, Tomar (38º) e, negativamente, Sardoal (303º). Na categoria “viver”, o concelho melhor posicionado da região é Tomar (45º) e o pior Mação (264º).

- Publicidade -

Ourém é o concelho que ocupa a melhor posição (63º) a nível de negócios. Foto: DR

O estudo “Portugal City Brand Ranking”, produzido pela Bloom Consulting – empresa de consultoria especializada em Nation Branding, fundada em 2003 e atualmente com representações em Espanha, Portugal e Brasil – analisa o desempenho das estratégias de marca dos municípios através de três variáveis distintas: dados estatísticos, pesquisas online realizadas nos principais motores de busca e o desempenho online de todas as plataformas e redes sociais dos municípios.

Quanto aos dados estatísticos e no que diz respeito às diferentes áreas classificativas, relativamente à de negócios é avaliado o número total e variável de empresas, enquanto na área “visitar” é tido em conta o número de dormidas e de taxa de ocupação. Quanto à secção “viver” são tidos em conta fatores como a população e a sua variação, a taxa de desemprego, poder de compra ou criminalidade.

CLASSIFICAÇÕES DE TODOS OS MUNICÍPIOS DO MÉDIO TEJO (DE 2014 A 2021)

Abrantes: 80º (+8) – negócios (71º), visitar (121º), viver (63º)

Alcanena: 172º (+24) – negócios (149º), visitar (227º), viver (154º)

Constância: 213º (+5) – negócios (232º), visitar (213º), viver (199º)

Entroncamento: 164º (-4) – negócios (139º), visitar (259º), viver (106º)

Ferreira do Zêzere: 175º (+6) – negócios (199º), visitar (169º), viver (158º)

Mação: 273º (-10) – negócios (255º), visitar (272º), viver (264º)

Ourém: 62º (+6) – negócios (63º), visitar (48º), viver (81º)

Sardoal: 292º (+3) – negócios (297º), visitar (303º), viver (243º)

Sertã: 137º (+12) – negócios (135º), visitar (128º), viver (156º)

Tomar: 53º (+1) – negócios (77º), visitar (38º), viver (45º)

Torres Novas: 85º (+5) – negócios (81º), visitar (125º), viver (70º)

Vila de Rei: 185º (+10) – negócios (168º), visitar (199º), viver (198º)

Vila Nova da Barquinha: 193º (+6) – negócios (191º), visitar (260º), viver (139º)

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome